sábado , 16 outubro 2021
Tom Brady busca 8º título da NFL em meio a rejuvenescimento de quarterbacks

Tom Brady busca 8º título da NFL em meio a rejuvenescimento de quarterbacks

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Uma das imagens mais icônicas de Tom Brady é ele com as mãos na cabeça e expressão de choro, enquanto o dono do New England Patriots, Robert Kraft, levanta o troféu do Super Bowl.


Nem o jovem quarterback que tinha então 24 anos acreditava ter conquistado seu primeiro título da NFL, o campeonato profissional de futebol americano.

Duas décadas mais tarde, o incrível é ele ainda ser o lançador campeão da liga e em busca do segundo troféu consecutivo pelo Tampa Bay Buccaneers.

“Eu ainda lanço a bola como se tivesse 24 anos”, disse Brady, 44, antes da partida de abertura da temporada, nesta quinta-feira (9), contra o Dallas Cowboys. A primeira rodada completa será neste domingo (12).

Quando ele era um novato e obteve o primeiro troféu, o Brasil ainda era tetracampeão de futebol, George W. Bush ocupava a presidência dos Estados Unidos e Donald Trump estava a três anos de se lançar como apresentador de TV, carreira que o faria depois entrar na política.

Mais velho jogador a conquistar o Super Bowl ao comandar o Buccaneers na final da última temporada contra o Kansas City Chiefs, Brady desafia também a lógica de sua posição. A tendência cada vez maior dos times da NFL é procurar gente jovem, atlética e que também saiba correr com a bola.

Características que o marido da modelo brasileira Gisele Bundchen não possuía quando estava com 24, quanto mais aos 44.

A procura pela juventude tem como exemplo o fato de que pela primeira vez em 36 anos a NFL terá uma divisão em que os quarterbacks titulares na primeira rodada terão menos de 26 anos. Josh Allen, 25, do Buffalo Bills, é um dos candidatos a enfrentar Brady em um possível Super Bowl em fevereiro de 2022. Também estão na AFC Leste Tua Tagovailoa (23, Miami Dolphins), Mac Jones (23, New England Patriots) e Zach Wilson (22, New York Jets).

Também há em outras divisões: Trevor Lawrence (21, Jacksonville Jaguars), Justin Fields (22, Chicago Bears), Justin Herbert (23, Los Angeles Chargers) e Trey Lance (21, San Francisco 49ers).

A maior ameaça à manutenção do reinado do Buccaneers também tem um lançador com menos de 26. O ataque do Kansas City Chiefs é liderado por Patrick Mahomes, 25, campeão do Super Bowl de 2020 e derrotado na decisão de 2021.

“Toda grande história merece uma sequência”, disse Brady no vídeo de apresentação de temporada do seu time.

Se conseguir, será a segunda vez que um time (com o mesmo quarterback) será campeão dois anos seguidos neste século. O primeiro foi a combinação New England Patriots-Tom Brady, em 2003 e 2004.

Por causa dele, uma das principais partidas da temporada regular está marcada para 10 de março, na quarta rodada, quando os Buccaneers enfrentarão os Patriots. O quarterback vai se encontrar com a equipe que defendeu de 2000 a 2019. Estará do lado contrário do técnico Bill Belichick, com quem venceu seis Super Bowls (2001, 2003, 2004, 2014, 2016 e 2018).

Nos últimos anos em que estiveram juntos, o relacionamento já não era bom. Belichick defendia um processo de renovação no elenco que passava pela troca do quarterback.

A influência do lançador no vestiário, a amizade com Kraft e as vitórias o mantiveram mais tempo do que o treinador gostaria, até o inevitável divórcio.

Enquanto durou, foram felizes.

Se Tom Brady fosse uma equipe da NFL, teria mais títulos de Super Bowl (sete) do que qualquer outro rival.

“Tom pode jogar até quando quiser. Não vejo motivo para isso não acontecer. Os quarterbacks são mais protegidos do que nunca pela arbitragem, ele segue uma dieta rígida, está sempre em forma, nunca se machuca e tem uma vontade inabalável de vencer. Por que não?”, questiona o wide receiver (recebedor) Julian Edelman, companheiro de Brady no Patriots

E é apenas a vontade de seguir ganhando que mantém em campo um jogador que tem a glória, o dinheiro e estabeleceu seu legado. Cinco vezes eleito o melhor jogador do Super Bowl e em três anos escolhido o mais valioso da liga, Brady tem fortuna avaliada em US$ 250 milhões (R$ 5,3 bilhões). Neste mês, foi escolhido como o melhor jogador da história da NFL pelo site The Athletic.

“Você acha que isso muda alguma coisa para ele? Tom Brady tem fome de vitórias. É só isso o que importa para ele”, resume o técnico dos Buccaneers, Bruce Arians.

Verifique também

Tandara critica novamente transexuais no vôlei: 'Minha opinião não muda'

Tandara critica novamente transexuais no vôlei: ‘Minha opinião não muda’

O caso envolvendo Tiffany, a primeira atleta trans do vôlei brasileiro, sempre causou opiniões divididas. …