quarta-feira , 18 maio 2022
Show do rapper Matuê é interrompido por tiroteio na plateia

Show do rapper Matuê é interrompido por tiroteio na plateia

O rapper Matuê disse que teve o show interrompido por um tiroteio na plateia em casa noturna em Santos, no litoral sul paulista, onde se apresentou na madrugada deste domingo (8).


Em uma rede social, o rapper contou que não ouviu os tiros porque a música estava muito alta. Só se lembra de ter sido puxado do palco por alguém que o avisou do tiroteio. “Parece que teve um sujeito lá com uma desavença e estragou o rolê de todo mundo”, disse.

A produtora Jota Music Eventos, responsável pelo show, divulgou uma nota na qual lamentou o episódio e afirmou que a casa de shows Vallum Garden, local do evento, está com toda a documentação em ordem. A nota dizia ainda que o suspeito de ter dado os tiros é um policial que entrou no show como frequentador.

“Os disparos vieram, provavelmente, de uma possível briga envolvendo um policial que estava na condição de frequentador do evento, porém não podemos dar mais informações por ainda estarem sendo apurados os fatos. Mas a casa estava com seguranças, bombeiros, enfermeiros, UTI MÓVEL e tudo para garantir um evento tranquilo, porém, por lei, não podemos impedir um policial de entrar armado”, dizia a nota.

A Jota Music Eventos também informou no comunicado que a vítima foi atendida no local pela equipe médica da ambulância designada para a casa de shows e levada à Santa Casa de Santos. A informação foi confirmada pela Polícia Militar, que disse que o hospital recebeu um homem baleado durante a madrugada.

O caso foi registrado no 1º DP de Santos. A Polícia Civil foi questionada sobre a ocorrência, mas ainda não respondeu.

Segundo vídeos publicados por pessoas que estavam no show, houve correria e confusão. Alguns se agacharam atrás de mesas para se proteger dos disparos. A casa estava lotada, segundo as imagens.

“Nós fomos fazer um show e rolou tiroteio”, afirmou o músico. “Não sei exatamente por que nem como foi e nem exatamente o que aconteceu, mas a gente teve que sair porque a situação estava tensa.”

Confira a íntegra da nota da produtora Jota Music Eventos:
“Gostaríamos de informar a todos que, no momento, estamos esclarecendo os fatos perante as autoridades policiais, recolhendo informações para levar aos mesmos. Ao serem apuradas e concluídas as investigações, traremos à tona o ocorrido. Portanto, não conseguimos dar muitas informações.

Importante esclarecer que a casa tinha alvará de funcionamento e localização, preenchendo os requisitos necessários. Saliente-se que em pouco tempo realizamos a evacuação total da casa, junto a saídas de emergência. A ambulância (UTI MÓVEL) contratada para permanecer no local prestou os primeiros socorros, e em poucos minutos a vítima já estava no hospital, os bombeiros e os enfermeiros que estavam na casa orientaram a todos e realizaram os primeiros procedimentos com a vítima. Os seguranças agiram no momento do disparo e estavam todos capacitados para o trabalho e em grande quantidade.

Os disparos vieram, provavelmente, de uma possível briga envolvendo um policial que estava na condição de frequentador do evento, porém não podemos dar mais informações por ainda estarem sendo apurados os fatos. Mas a casa estava com seguranças, bombeiros, enfermeiros, UTI MÓVEL e tudo para garantir um evento tranquilo, porém, por lei, não podemos impedir um policial de entrar armado.

Ficamos à disposição para maiores esclarecimentos e continuaremos contribuindo com as autoridades para obter a mais rápida apuração e solução do caso.”

Verifique também

Os famosos que se revelaram LGBTQ+ em 2022

Os famosos que se revelaram LGBTQ+ em 2022

A cada novo ano de progresso, portas de armários se abrem cada vez mais e …