terça-feira , 28 junho 2022
picture.jpg

Sexóloga do ‘Altas horas’ diz que recebe muitas fotos íntimas

Depois de cada participação de Laura Muller no “Altas horas”, a internet ferve. As perguntas da plateia e dos convidados vêm repercutindo toda semana e surpreendem a sexóloga.

– As pessoas estão cada vez mais afiadas e soltas, aparecem com questões mirabolantes. Fico surpresa com a criatividade dos jovens. Eles sempre inventam um jeito novo de questionar. Eu penso: ‘Não estou acreditando que me fizeram esta pergunta’ – diverte-se ela, que está há dez anos no programa de Serginho Groisman.

Laura comenta ainda sobre o imaginário em relação ao especialista em sexologia:

– As pessoas acham que o profissional só faz coisas maravilhosas na cama. Existe uma fantasia. Mas, na minha vida particular, eu sou igual a todas as outras pessoas. O sexólogo não é modelo de nada. Vivemos como qualquer homem ou mulher, com altos e baixos, erros e acertos.

Segundo ela, por conta dessa fantasia, acaba surgindo o interesse dos homens:

– Uma vez um lutador me deu uma cantada no ar. Eu não estava esperando. Quando isso acontece, dou risada e saio pela tangente.

Laura diz que o sucesso do quadro do “Altas horas” faz com que ela seja muito abordada nas ruas:

– É uma loucura. Há momentos em que estou entrando em algum lugar e o povo me agarra. É um reconhecimento do trabalho. Sempre me param de forma respeitosa e de um jeito engraçado. Fazem piada e lembram de algo que aconteceu no programa. 

Já nas redes sociais, tudo muda.

– Me mandam imagens de pênis e vaginas. Não aguento mais ver tanta coisa. É uma confusão de órgãos genitais e de vídeos íntimos – conta ela, às gargalhadas. – Os homens tiram fotos do pênis e me pedem para fazer uma avaliação. Respondo que sou psicóloga, não médica. A maioria quer fazer uma consulta online. Só alguns chegam de uma maneira agressiva. Então, eu peço para minha assistente bloquear.

Por causa da curiosidade e das dúvidas sobre o assunto, Laura vai lançar um projeto de educação à distância em março. E, ainda este ano, ela começará a gravar vídeos sobre educação sexual, que serão disponibilizados em seu site:

– Muitos pais têm pedido para esclarecer temas como diversidade e para ensiná-los a melhor forma de educar sexualmente os filhos. É um projeto antigo que eu tenho. Dou palestras pelo Brasil e estou no meu consultório de segunda a quarta-feira, mas não consigo atender todo mundo.

Por O GLOBO

Verifique também

Decisão nos EUA vira gatilho para ampliar garantias ao aborto em países da Europa

Decisão nos EUA vira gatilho para ampliar garantias ao aborto em países da Europa

GUARULHOS, SP – Mulheres da França podem realizar o aborto legal no país há quase …