quinta-feira , 26 maio 2022
2e081cb3-450b-4bc6-bc68-c0f779be2da3

Secretaria da Previdência atende pedido conjunto do MPF, DPU e OAB para garantir manutenção das perícias médicas

Médicos peritos federais marcaram manifestação para esta terça e quarta-feira; STJ determinou, em liminar, a suspensão do movimento


Arte: Secom/MPF

O Ministério Público Federal (MPF), em atuação da Câmara de Direitos Sociais e Fiscalização de Atos Administrativos em Geral (1CCR/MPF), o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) e a Defensoria Pública da União (DPU) receberam, nessa segunda-feira (7), os esclarecimentos solicitados à Secretaria de Previdência, na última sexta-feira (4), sobre as medidas judiciais e extrajudiciais que seriam adotadas para o enfrentamento da paralisação dos peritos médicos, prevista para esta terça-feira (8) e quarta-feira (9), em todas as agências do Brasil.

Nessa segunda-feira (7), a Advocacia-Geral da União (AGU) ajuizou uma ação no Superior Tribunal de Justiça (STJ), com pedido de tutela de urgência, em face da Associação Nacional dos Médicos Peritos Federais (ANMP), requerendo a suspensão imediata da greve dos médicos peritos. Nesta terça-feira (8), o STJ determinou, em sede de liminar, a suspensão do “movimento paredista dos peritos médicos federais”.

Íntegra do ofício da Secretaria de Previdência

Secretaria de Comunicação Social
Procuradoria-Geral da República
(61) 3105-6409 / 3105-6400 
pgr-imprensa@mpf.mp.br
facebook.com/MPFederal
twitter.com/mpf_pgr
instagram.com/mpf_oficial
www.youtube.com/tvmpf

Verifique também

6e037f78-df6e-4a7e-85bb-e6c08e853990

Defesa territorial é fundamental para assegurar proteção de mulheres e crianças yanomami, defende MPF em audiência pública

Durante debate na Câmara dos Deputados, procurador apontou o garimpo ilegal como principal fator de risco para a comunidade indígena