segunda-feira , 16 maio 2022
São Paulo mira classificação antecipada na Sul-Americana contra o Everton

São Paulo mira classificação antecipada na Sul-Americana contra o Everton

O São Paulo pode garantir uma vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana com duas rodadas de antecedência se derrotar o Everton, no Chile, nesta quinta-feira, às 19h15, e torcer para o Ayacucho-PER não vencer o Jorge Wilstermann-BOL. A equipe tricolor é líder do Grupo D, com nove pontos, e apenas o primeiro colocado avança para a próxima fase.

O técnico Rogério Ceni deve mandar a campo um time misto para a partida. O lateral-direito Rafinha e o centroavante Calleri sequer viajaram com a delegação, poupados para o confronto diante do Fortaleza, pelo Brasileirão. Já os jovens Léo Silva e Luiz Henrique foram relacionados pela primeira vez na equipe principal e acompanham o time no Chile.

Rodar a equipe tem sido uma constante para muitos treinadores do futebol brasileiro, como Ceni. Conseguir a classificação antecipada pode significar poupar ainda mais jogadores nas duas partidas restantes. Já foram 26 jogos neste ano e serão, pelo menos, mais 38 (contando Copa do Brasil, Brasileirão e Copa Sul-Americana), totalizando 64. O calendário brasileiro, claro, exige muitos cuidados quanto à parte física. O Liverpool, por exemplo, está na final da Liga dos Campeões e da Copa da Inglaterra, e fará um total de 63 partidas nesta temporada.

Para sair do Chile com uma vitória, a equipe pode seguir apostando nos gols de bola aérea, que tem se mostrado uma arma importante. No início do ano, o cenário era bem diferente. Rogério Ceni foi criticado pelos excessos de cruzamentos na área e dificuldade para furar as defesas adversárias. A movimentação dos jogadores de frente melhorou, o entrosamento fluiu e, ao mesmo tempo, a equipe passou a enfrentar menos times mais postados à defesa.

No geral, o time tricolor evoluiu ofensivamente em comparação aos primeiros jogos do ano no Campeonato Paulista. A equipe não fica sem balançar a rede adversária desde a goleada sofrida para o Palmeiras por 4 a 0 na final do Paulistão. De lá para cá, foram 18 gols marcados nas últimas oito partidas, representando uma ótima média de 2,25 por jogo.

O assistente técnico francês Charles Hembert, que comandou o São Paulo na vitória sobre o Santos por 2 a 1, na última rodada do Brasileirão, reconheceu o mérito do time na bola aérea, mas disse que a equipe tem repertório ofensivo. “Tentamos sempre procurar diversificar as maneiras de fazer gols para sermos um time menos previsível possível e termos mais atributos a nosso favor”, avaliou Hembert.


Verifique também

MP pede arquivamento de caso de suposto estupro de Robson Bambu, do Corinthians

MP pede arquivamento de caso de suposto estupro de Robson Bambu, do Corinthians

O Ministério Público de São Paulo pediu nesta segunda-feira o arquivamento da investigação que apura …