quarta-feira , 18 maio 2022
Rússia diz que mais países europeus podem sofrer corte de gás

Rússia diz que mais países europeus podem sofrer corte de gás

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse nesta quarta-feira (27) que a Rússia poderá cortar o fornecimento de gás natural para outros clientes europeus, além de Polônia e Bulgária, caso eles também se recusem a pagar pelo produto em rublos.

Peskov argumentou que a decisão de Moscou de exigir pagamento em rublos é consequência de iniciativas do Ocidente de congelar ativos cambiais da Rússia. Segundo o porta-voz, os ativos foram efetivamente “roubados” por países ocidentais, numa “inédita ação não amigável”.

O porta-voz disse que a recusa de alguns países de mudar os contratos de gás para rublos reflete um desejo do Ocidente de “punir a Rússia a qualquer custo, em detrimento de seus próprios consumidores, contribuintes e produtores”.

Peskov também rejeitou a descrição da União Europeia de que o corte de gás a Polônia e Bulgária foi uma “chantagem”. “A Rússia continua sendo um fornecedor confiável de recursos de energia” e cumpriu suas obrigações contratuais, afirmou o porta-voz. Fonte: Associated Press.

Um pouco antes, a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, havia acusado a Rússia de usar o gás como “instrumento de chantagem”, após a estatal russa Gazprom anunciar a paralisação do fornecimento a Polônia e Bulgária.

Em comunicado, a líder do órgão executivo da União Europeia (UE) chamou a decisão de “inaceitável e injustificável”. “E mostra mais uma vez a falta de confiabilidade da Rússia como fornecedora de gás”, afirmou.

Von der Leyen garantiu que o bloco está preparado para o cenário de interrupção da oferta e busca alternativas para mitigar os efeitos da medida russa. Segundo ela, a UE está em contato com parceiros internacionais e coordena uma resposta comum europeia. “Continuarei trabalhando com líderes europeus e mundiais para garantir a segurança do abastecimento de energia na Europa”, disse a presidente da Comissão Europeia.

Polônia e Bulgária também acusaram Moscou de usar gás natural para chantageá-los depois que a Gazprom confirmou que cortaria o fornecimento aos dois países. (Com agências internacionais).

Verifique também

Duas novas espécies de golfinhos são descobertas na Suíça

Duas novas espécies de golfinhos são descobertas na Suíça

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Há cerca de 20 milhões de anos, as águas da …