segunda-feira , 8 agosto 2022
3930b3426de8f7eaa33364e7e5b966f9-2

Presidente do TCE-MT assina carta de compromisso com Pacto Global da ONU

O presidente do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), conselheiro José Carlos Novelli, assinou a carta de compromisso e apoio aos 10 princípios universais do Pacto Global, promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU). Os tópicos estão vinculados às áreas de direitos humanos, relações de trabalho, proteção do meio ambiente e combate à corrupção.

De acordo com o presidente, o Pacto visa a sustentabilidade corporativa mundial, contribuindo para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. “Expressamos nossa intenção de apoiar e propagar os referidos princípios, comprometendo-nos a despender esforços para divulgá-los aos nossos servidores, colaboradores e público geral, bem como a participar e nos envolver com a proposta.”

Deste modo, o documento, assinado na segunda-feira (1°), prevê a implementação dos princípios,  mediante ações e projetos, na Corte de Contas e o incentivo aos demais órgãos públicos envolvidos com as atividades desempenhadas pela Instituição a participarem do acordo.

Lançado em 2000 pelo então secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, o Pacto Global é uma chamada para empresas e instituições alinharem suas estratégias e operações a ações que contribuam para o enfrentamento dos desafios da sociedade.

É hoje a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, com mais de 16 mil participantes, entre empresas e organizações, distribuídos em 70 redes locais, que abrangem 160 países.

O Pacto Global da ONU no Brasil foi criado em 2003, e hoje é a terceira maior rede local do mundo, com mais de 1,5 mil membros. Os mais de 40 projetos conduzidos no país abrangem, principalmente, os temas: Água e Saneamento, Alimentos e Agricultura, Energia e Clima, Direitos Humanos e Trabalho, Anticorrupção, Engajamento e Comunicação.

 

André Garcia Santana
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: imprensa@tce.mt.gov.br
Flickr: clique aqui

Verifique também

Recomendações do MPF fundamentam projeto de lei da Câmara dos Deputados sobre fiscalização financeira do setor público

Objetivo é garantir a transparência na aplicação de recursos federais