sábado , 21 maio 2022
da1201

Polícia Civil entrega novas identidades funcionais e distintivos a todos servidores policiais

Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil de Mato Grosso iniciou as comemorações dos 180 anos que a instituição completa este ano com a entrega nesta terça-feira,15 de fevereiro, dos novos distintivos e identidades funcionais aos mais de 2.900 policiais da instituição. 

Além dos materiais de uso individual para delegados, escrivães e investigadores, a Polícia Civil adquiriu também 400 pares de algemas de tornozelo e 400 de pulso que serão distribuídas às delegacias. As algemas foram compradas com recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública.

Durante a entrega dos materiais, em cerimônia na Academia de Polícia, o delegado-geral da instituição, Mário Dermeval de Resende, destacou a série de investimentos realizada ao longo dos três últimos anos para melhorar a infraestrutura tecnológica e física da Polícia Civil, a exemplo da plataforma Geia, que integra sistemas e funcionalidades como o Inquérito Policial Eletrônico, a biometriai, reconhecimento facial, entre outros serviços.

“Melhorias pelas quais nós sempre lutamos para aprimorar os trabalhos da Polícia Civil e fazê-la estar à frente de seu tempo, executando sua missão que é investigar com qualidade e proporcionar também ambientes mais dignos a nossos servidores. Foi feito um grande esforço de uma equpe que se empenhou em buscar recursos em diversas frentes por meio de compensações ambientais, recursos de TACs, convênios que possibilitaram à Polícia Civil construir novas unidades, garantir sua sede própria, enfim, estar na vanguarda”, resumiu o delegado-geral, acrescentando que a identidade funcional entregue também está disponível a partir de agora em meio digital a todos os policiais.

Dermeval pontuou ainda que muitas melhorias que a instituição obteve é fruto da criação do Núcleo de Ações Estratégicas, que atualmente entrega à Polícia Civil uma capacidade organizacional de investimento e aquisição, com previsão dentro das necessidades da instituição.“Desde a criação do NAE, a Polícia Civil deu um verdadeiro salto e que hoje nós concluímos que não só a tecnologia, como a gestão de implementação, de modernização, aquisição, feita de forma eficiente e responsável”.

Presente à cerimônia desta terça-feira, o secretário adjunto de Inteligência da Sesp, Wylton Massao Ohara anunciou que a aquisição das novas pistolas Glock está concluída e em breve serão entregues à Polícia Civil.

Emenda parlamentar

A confecção das identidades funcionais, que obedece à padronização instituída pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, e os distintivos foram adquiridos por meio da destinação de emenda do deputado estadual delegado Claudinei Lopes. O parlamentar destinou aproximadamente R$ 4 milhões em emendas nos anos de 2020 e 2021 para a Polícia Civil. Todo o recurso foi executado e possibilitou a aquisição também de um caminhão no valor de R$ 280 mil utilizado para tranportar materiais a todas as delegacias do estado e materiais tecnológicos. “Quando aceitei o desafio de ser parlamentar com foco na segurança pública foi para conseguir auxiliar essa área e, consequentemente, a população de nosso estado em ter serviços de qualidade”, pontuou o deputado estadual.

A diretora de Execução Estratégica, delegada Daniela Maidel, destacou que a entrega dos materiais abre as comemorações do aniversário da Polícia Civil que terá ainda entrega de novas sedes de delegacias no interior do estado, reformas de unidades na região metropolitana; entrega de 1.250 novos computadores que serão entregues a todas as Regionais de Mato Grosso, contemplando especialmente as delegacias do interior do estado.

Representando todos os policiais receberam o distintivo e identidades funcionais a investigadora Antônia Jannikelly Silva; as escrivãs Indianara Vestena, de Cuiabá e Euslene Moraes, de Barra do Garças; e o delegado da Polinter, Marcos Aurélio Veloso.
 

 

Verifique também

Arquivo PMMT

PM lamenta falecimento do cabo da reserva remunerada Valdenor Lopes da Silva

O policial lutava contra um câncer e faleceu após sofrer uma parada cardíaca