quinta-feira , 18 agosto 2022
RJ 1.JPG

PF participa do 1º Mutirão PopRuaJud no Rio de Janeiro

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal participou do 1º Mutirão PopRuaJud ocorrido na cidade do Rio de Janeiro, evento em que é fornecido atendimento à população em situação de rua e hipossuficientes, organizado pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) e que também conta com a participação de instituições como Receita Federal, DETRAN, Exército Brasileiro, dentre outras.

O evento aconteceu entre os dias 03 e 05 de agosto, na Catedral Metropolitana de São Sebastião, no centro do Rio.

O objetivo do Mutirão PopRuaJud é prestar serviços de assistência básica para pessoas em situação de rua e hipossuficientes, tais como banho, alimentação, vacinação, assistência médica, obtenção de documentos e acesso às prestações jurídicas cabíveis em cada caso concreto.

A participação da Polícia Federal no evento, por meio de servidores da Delegacia de Polícia de Imigração (DELEMIG), foi fundamental para o atendimento aos estrangeiros, visto que no Rio de Janeiro várias pessoas em situação de rua são imigrantes sem documentação.

No Mutirão PopRuaJud, a PF ofereceu os serviços de regularização migratória dos estrangeiros, informações sobre documentação em geral, pedidos de refúgio, segunda via de Registro Nacional Migratório e autorizações de residência. Os servidores da DELEMIG atenderam mais de 100 pessoas ao longo dos três dias de evento.

O “Pop Rua Jud Rio de Janeiro” atende à Resolução CNJ nº 425/2021, que instituiu a Política Nacional Judicial de Atenção a Pessoas em Situação de Rua e suas interseccionalidades. A norma busca assegurar o amplo acesso dessa população à justiça, considerando sua heterogeneidade, além de estimular a atuação articulada entre diversos órgãos para promover a assistência necessária a esses cidadãos.

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro
scs.srrj@pf.gov.br | www.gov.br/pf
(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Verifique também

PF realiza operação contra associação criminosa de fraudadores da Previdência

Trickster ocorre em 3 estados e no Distrito Federal