quinta-feira , 18 agosto 2022
49.jpg

PF apura crimes contra a Previdência Social

Japoatã/SE. A Polícia Federal, com o apoio do Núcleo Regional da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista de Sergipe, cumpriu na manhã desta quarta-feira (3/8), na cidade de Japoatã/SE, mandado de busca e apreensão, expedido pela 9ª Vara da Justiça Federal/SE.

O objetivo é coletar provas para investigação que apura falsificação de documentos para a criação de pessoas fictícias e obtenção indevida de benefícios assistenciais, com “idosos de aluguel” e fabricação de identidades falsas e outros documentos em nome de pessoas inexistentes.

Os investigados responderão por falsificação de documentos públicos, falsidade ideológica, uso de documentos falsos e estelionato majorado. O prejuízo aos cofres da Previdência Social, até o momento, alcança R$ 258.739,19. Com a suspensão do pagamento dos benefícios fraudados, estima-se que deixarão de ser pagos R$ 395.236,70 indevidamente.

A operação é decorrente das investigações iniciadas na Operação Impostores, deflagrada em 2021.

Comunicação Social da Polícia Federal em Sergipe

E-mail: cs.srse@pf.gov.br

Telefone: 79.3234-8511

Verifique também

PF realiza operação contra associação criminosa de fraudadores da Previdência

Trickster ocorre em 3 estados e no Distrito Federal