quinta-feira , 18 agosto 2022
Cinco pessoas foram presas em flagrante

PF apreende quase 40 kg de cocaína no Aeroporto Internacional de São Paulo

Guarulhos/SP – A Polícia Federal prendeu, entre os dias 29 e 30/7, no Aeroporto Internacional de São Paulo, cinco pessoas tentando embarcar com cocaína em voos internacionais.

Policiais federais, que atuam com o auxílio de cães farejadores, abordaram uma passageira que embarcaria para Luanda, em Angola, e, ao inspecionar sua bagagem, encontraram 13 kg de cocaína nas estruturas de uma mala. A passageira, nacional da África do Sul, foi presa em flagrante.

Em outra ação, a mesma equipe de policiais, encontrou 9 kg de cocaína prensados no formato de tabletes, em meio a roupas de cama. A bagagem, no qual foi encontrada a droga, pertencia a uma brasileira, de 22 anos, que pretendia embarcar para Joanesburgo, na África do Sul.

Quase 5 kg de tecidos, embebidos com cocaína diluída, foram apreendidos por policiais federais que fiscalizam os passageiros junto aos pórticos de imigração. A passageira que transportava a droga, uma brasileira de 38 anos, pretendia embarcar em voo para a cidade de Lárnaca, no Chipre.

Uma mulher, nacional de Angola, foi presa por policiais federais com mais de 5 kg de cocaína fixados ao corpo, por meio de fitas adesivas, numa espécie de cinta. A suspeita, que possui Registro Nacional de Estrangeiros (RNE), embarcaria em voo para Addis Ababa, na Etiópia, com conexão para Luanda, em Angola.

Com destino a Paris, na França, um cidadão francês, de 77 anos, foi preso ao tentar embarcar com 12 embalagens de cosméticos, para limpeza facial, contendo quase 8 kg de cocaína.

Os suspeitos serão apresentados à Justiça Federal, onde poderão responder pelo crime de tráfico internacional de drogas.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

Contato: (11) 2445-2212

Verifique também

691cc358-bbf5-4134-8b62-995f0a99e76c.jpg

Polícia Federal prende mulher foragida da Justiça em Ponta Porã/MS

A foragida foi alvo da Operação Íkaro