segunda-feira , 16 maio 2022
Palmeiras massacra Petrolero e garante vaga antecipada às oitavas da Libertadores

Palmeiras massacra Petrolero e garante vaga antecipada às oitavas da Libertadores

O Palmeiras conseguiu algo com o qual se acostumou nos últimos anos: classificar-se às oitavas da Libertadores com antecedência. A vaga ao mata-mata foi confirmada na noite desta terça-feira com mais uma goleada do time de Abel Ferreira, que não se incomodou com a altitude de Sucre, na Bolívia, e aplicou 5 a 0 no frágil Independiente Petrolero, rival que havia sido vítima da maior goleada palmeirense na história da competição, um impiedoso 8 a 1.

Raphael Veiga, em fase esplêndida, brilhou com três gols, o último deles um chute magistral que morreu no ângulo esquerdo. Rafael Navarro deixou o dele para retomar a artilharia do torneio, momentaneamente pertencente a Veiga, e o zagueiro Murilo selou de cabeça o massacre alviverde na Bolívia.

A campanha do Palmeiras, dono de uma série de recordes na Libertadores, se manteve perfeita. São 12 pontos, a liderança assegurada do Grupo A e a classificação garantida com duas rodadas de antecipação pelo sexto ano consecutivo, além de impressionantes 20 gols marcados do melhor ataque do campeonato. A equipe joga seus dois compromissos que restam, contra Emelec e Deportivo Táchira, ambos em casa, de olho em obter a melhor campanha da fase de grupos.

O Palmeiras marcou 13 gols em suas duas partidas contra o Petrolero. Nesta terça, fez o que dele se esperava ao se impor e massacrar um adversário muito inferior tecnicamente e conseguir sua maior goleada como visitante no torneio do qual é o atual campeão. Até mesmo na altitude o time alviverde não encontrou nenhuma dificuldade. Construiu o placar com naturalidade e com base no talento de seus principais jogadores.

Veiga fez dois na etapa inicial. O primeiro saiu de seus pés em pênalti convertido com categoria. O segundo ele marcou após passe de Dudu. O ex-palmeirense Cristaldo foi expulso no fim do primeiro tempo por acertar cotovelada em Murilo.

Na etapa final, Veiga reforçou os argumentos dos que o defendem na seleção brasileira ao anotar um golaço. Foi uma bomba de fora da área que morreu no ângulo direito. Este gol fez o meia superar Rony e se tornar o maior artilheiro do Palmeiras na história da Libertadores. São 14 bolas na rede do iluminado jogador.

Veiga havia também se igualado a Navarro e assumido a artilharia da equipe nesta edição da competição sul-americana. O centroavante, porém, deixou sua marca pouco tempo depois e passou o colega no ranking dos goleadores, chegando a sete gols. Murilo subiu sozinho para marcar o quinto e sacramentar o passeio alviverde em território boliviano.

FICHA TÉCNICA

INDEPENDIENTE PETROLERO 0 x 5 PALMEIRAS

INDEPENDIENTE PETROLERO: Ayala; Alaca, Chiatti, Silva e Velásquez; Florenciañez (Martínez), Joel Bejarano (Acuña), Luis Ali e Ramírez; Cristaldo e Correa (Reina). Técnico: Juan Robledo.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo (Gabriel Menino), Zé Rafael e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa); Gabriel Veron, Dudu (Wesley) e Rony (Rafael Navarro). Técnico: Abel Ferreira.

GOLS: Raphael Veiga, aos 16 e aos 21 minutos do primeiro tempo; Raphael Veiga, aos 14, Rafael Navarro, aos 17, e Murilo, aos 28 do segundo.

CARTÕES AMARELOS – Marcos Rocha, Wesley e Mayke (Palmeiras) e Alaca (Independiente Petrolero).

CARTÕES VERMELHOS – Cristaldo e Juan Robledo.

ÁRBITRO: Nicolás Lamolina (ARG).

LOCAL: Estádio Olímpico Pátria.


Verifique também

Bia Haddad entra no Top 50 do ranking pela 1ª vez e Monteiro volta ao Top 100

Bia Haddad entra no Top 50 do ranking pela 1ª vez e Monteiro volta ao Top 100

A atualização dos rankings da ATP e da WTA, nesta segunda-feira, trouxe boas notícias para …