quinta-feira , 21 outubro 2021
Nicole Scherzinger critica fundadora do Pussycat Dolls e descarta turnê

Nicole Scherzinger critica fundadora do Pussycat Dolls e descarta turnê

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A disputa em torno do grupo Pussycat Dolls, sucesso nos anos 2000, parece estar longe de terminar. E uma nova turnê com os membros originais se tornou impossível, segundo o advogado Howard King, representante da cantora Nicole Scherzinger, 43.


King se pronunciou após Scherzinger ser processada pela fundadora do Pussycat Dolls, Robin Antin, 60, sob alegações de que a cantora estaria pedindo um percentual maior do que o determinado em contrato, para manter os planos de reunião do grupo feminino.

O advogado classificou as alegações de Antin como “ridículas e falsas”. Segundo a revista People, ele aponta que “são uma tentativa desesperada de desviar a culpa por seus próprios fracassos, tentando impor obrigações a Nicole de que simplesmente não existem”.

Antin, que está processando Scherzinger, afirma que a cantora tem exigido uma renegociação de um contrato firmado em 2019 para a turnê de retorno do Pussycat Dolls, pedindo 75% do grupo (o acordo inicial seria de 49%) e total controle criativo.

A empresária e coreógrafa aponta ainda que recebeu US$ 600 mil (R$ 3,1 mi) em investimentos da LiveNation para a realização da turnê e a empresa estaria cobrando a devolução após adiamentos dos shows por culpa das novas exigências de Scherzinger.

A turnê de reunião das Pussycat Dolls foi anunciada em 2020, mas adiada por causa da pandemia da Covid-19. As datas reprogramadas deveriam começar com uma etapa europeia em maio de 2021, mas agora estão todas listadas como “a confirmar”.

O advogado de Scherzinger afirma que a cantora não tem qualquer responsabilidade sobre o empréstimo adquirido por Antin ou pelo “profundo buraco financeiro que ela criou por seus próprios negócios ruins e decisões profissionais”.

Segundo King, a cantora investiu mais de US$ 150 mil (R$ 776 mil) de seu próprio bolso para fazer a reunião do Pussycat Dolls, que ele agora classifica como “impossível devido às ações de Robin”. “Infelizmente, isso não vai acontecer nessas circunstâncias”, afirmou.

“Nicole ama e respeita os fãs do Pussycat Dolls e espera um dia estar de volta ao palco apresentando os incríveis sucessos do grupo para eles”, concluiu o comunicado de King.

Criado em 1995, o Pussycat Dolls ganhou sua formação mais popular no início dos aos 2000, com Scherzinger, Ashley Roberts, Jessica Sutta, Kimberly Wyatt, Carmit Bachar e Melody Thornton. O grupo se separou em 2009, e Scherzinger seguiu carreira solo.

Verifique também

Nanda Costa dá à luz gêmeas frutos de seu relacionamento com Lan Lanh

Nanda Costa dá à luz gêmeas frutos de seu relacionamento com Lan Lanh

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Nasceram na noite de terça (19) as filhas gêmeas de …