sábado , 25 junho 2022

‘Não sou candidato a nada’, diz Luciano Huck

O apresentador Luciano Huck afirmou nesta segunda-feira que não será candidato a presidente da República na eleição do ano que vem, depois de seu nome ser ventilado como possível postulante ao Palácio do Planalto em 2018.

“Eu nunca levantei a mão para ser candidato e eu não sou candidato a nada”, disse Huck a jornalistas, após participar de evento da revista Veja, em São Paulo.

“Minha reflexão desse fim de semana foi tentar entender o que me colocou nessa situação. Como vinha dizendo, pelo meu trabalho eu viajo muito e vendo como esse país tá desigual começou a me despertar uma vontade de fazer alguma coisa… A bandeira que levantei e sigo levantando é a gente se aproximar”, acrescentou.

Em artigo publicado pelo jornal Folha de S.Paulo também nesta segunda-feira, o apresentador da TV Globo afirma que pretende atuar pela renovação da política e pela busca de soluções para o país, mas descartou a candidatura à Presidência no pleito do próximo ano.

“Com a mesma certeza de que neste momento não vou pleitear espaço nesta eleição para a Presidência da República, quero registrar que vou continuar, modesta e firmemente, tentando contribuir de maneira ativa para melhorar o país”, escreveu Huck.

“Contem comigo. Mas não como candidato a presidente”, finalizou.

O nome do apresentador vinha sendo citado como possível candidato em meio a um cenário ainda incerto para a eleição presidencial do ano que vem. Pesquisas de intenção de voto têm apontado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como preferido do eleitorado a pouco menos de um ano da eleição. Já condenado em primeira instância em processo na operação Lava Jato, no entanto, é incerto se Lula poderá ser candidato.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que está em processo de troca de partido para disputar o Planalto, tem aparecido em segundo nas pesquisas, à frente de outros nomes, como o da ex-senadora Marina Silva (Rede), do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) e do ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

Na rápida entrevista que deu a jornalistas em São Paulo, Huck defendeu o voto distrital –no qual parte do Legislativo é escolhido em eleição majoritária em distritos– e candidaturas de pessoas não filiadas a partidos em eleições municipais. Também se posicionou a favor do fim do financiamento empresarial de campanha.

 

Por Terra

Verifique também

Branco Mello volta aos palcos com Titãs após tratamento contra um câncer

Branco Mello volta aos palcos com Titãs após tratamento contra um câncer

RIO DE JANEIRO, RJ – Branco Mello está de volta aos shows dos Titãs. Depois …