terça-feira , 28 junho 2022
7ab5378bd7618364e216a4bb900d83ef

Mutirão do Cadastro Único acontece nesta quinta-feira (23) até às 16 horas

A Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência segue com Mutirão do Cadastro Único (CadÚnico), nesta quinta-feira (23), no Centro Educacional Portal da Fé, situada a avenida Perimetral Dois, 192, bairro Pedra 90. A ação  acontece das 9h às 16h e tem como público alvo as pessoas que precisam atualizar ou até mesmo se cadastrar para recebimento dos benefícios concedidos pelo Governo Federal.  Atualmente, 104.034 famílias estão cadastradas em Cuiabá.

A coordenadora  do CadÚnico em Cuiabá, Jéssica Santos, informa que nos primeiros dias do mutirão (7 a 9 de junho) mais de 200 atendimentos foram registrados. Segundo ela, um dos serviços mais procurados no bairro Pedra 90, foi o de pesagem e medidas, sendo esse um dos critérios necessários para permanecer no Cadastro. 

O Cadastro Único é um conjunto de informações sobre as famílias brasileiras em situação de pobreza e extrema pobreza. Essas informações são utilizadas pelo Governo Federal, pelos Estados e pelos municípios para implementação de políticas públicas capazes de promover a melhoria da vida dessas famílias.

Para encerrar o mutirão, entre os dias  28 a 30 de junho, a equipe da Assistência Social estará na Creche Rafael Rueda, localizada no Centro do Pedra 90 para atualização e inscrição de novos cadastros. 

Podem inscrever as famílias de baixa renda, com renda de até meio salário mínimo por pessoa ou até 3 salários mínimos de renda mensal total. Aqueles que estão no CadÚnico podem acessar diversos programas e benefícios sociais do Governo Federal, bem como: Programa Auxílio Brasil; Programa Casa Verde e Amarela; Carteira do Idoso; Aposentadoria para pessoa de baixa renda; ID Jovem; Tarifa Social de Energia Elétrica e Isenção de taxas em concursos públicos e outros.

“O Cadastro Único é o acesso para os programas e benefícios sociais e a ponte para acesso as políticas públicas executadas no município para as pessoas que se enquadram no perfil”, explicou a coordenadora. 

Após o cadastramento da família, é importante manter os dados sempre atualizados. Há cada 24 meses ou sempre que mudar algo na família, como nascimento de um filho, mudança de casa ou de trabalho ou quando alguém deixar de morar na residência, o responsável familiar deve procurar o CRAS e efetuar a atualização dos dados a família.

Essa ação que já faz parte do calendário da Assistência Social permite a atualização dos dados municipais, pelo qual é possível identificar as principais características desse público, onde há maior concentração, qual seu perfil e quais suas necessidades. Isso contribui para a implementação de políticas e programas específicos voltados à promoção da autonomia dessas pessoas”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Hellen Ferreira.

 

Verifique também

958029a5-218d-4a21-ab8a-a166f340a199

STF mantém decisão que proíbe empresa de participar de licitações e firmar contratos com o poder público

Supremo acatou manifestação do MPF contra pedido de empresa condenada por fazer doação acima do limite legal nas eleições de 2014