domingo , 26 junho 2022
Mourão diz que morte de Dom foi 'dano colateral' e cita possibilidade de mandante

Mourão diz que morte de Dom foi ‘dano colateral’ e cita possibilidade de mandante

O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) afirmou nesta segunda-feira, 20, que o assassinato do jornalista inglês Dom Phillips foi um “dano colateral” pelo fato de estar junto ao indigenista Bruno Pereira na Amazônia, também assassinado. Ele ainda considerou a possibilidade de haver um mandante para os crimes, o que a Polícia Federal nega até o momento.

“Vai aparecer, se há um mandante. Se há um mandante, é comerciante da área que estava se sentindo prejudicado pela ação principalmente do Bruno e não do Dom. Dom entrou de gaiato nessa história, é dano colateral”, afirmou o vice-presidente a jornalistas no Palácio do Planalto.

Mourão ainda chamou o assassinato de Dom e Bruno de “morte estúpida”. “Essas pessoas aí que assassinaram covardemente os dois são ribeirinhos”, declarou o vice-presidente.

O pescador Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como Pelado, já confessou participação nos crimes.


Verifique também

Ministro da Justiça nega ter falado com Bolsonaro sobre operação contra Milton Ribeiro

Ministro da Justiça nega ter falado com Bolsonaro sobre operação contra Milton Ribeiro

PAULO SALDAÑABRASÍLIA, DF – Em meio a suspeitas de interferência do presidente Jair Bolsonaro (PL) …