sábado , 25 junho 2022
Morre Philip Baker Hall, ator de 'Boogie Nights' e 'O Show de Truman', aos 90 anos

Morre Philip Baker Hall, ator de ‘Boogie Nights’ e ‘O Show de Truman’, aos 90 anos

O ator americano Philip Baker Hall, que trabalhou em filmes como “O Show de Truman”, “A Hora do Rush” e “Boogie Nights”, morreu neste domingo aos 90 anos. Ele estava em sua casa no estado americano da Califórnia e morreu em decorrência de complicações de um enfisema, afirmou sua filha Anna Ruth Hall ao jornal The New York Times.
Outro trabalho no qual o ator se destacou foi sua participação na clássica série “Seinfled”. Em um episódio de 1991, ele fez o tenente Bookman, um detetive que trabalhava para a Biblioteca Pública de Nova York perseguindo multas atrasadas por uma cópia de “Trópico de Câncer”, de Henry Miller.


Ainda no domínio dos seriados, Hall trabalhou em “Modern Family” -em que interpretou vizinho mal-humorado Walter-, “Segura a Onda” -que, assim como “Seinfeld”, foi produzida por Larry David- e “West Wing: Nos Bastidores do Poder”.

Entre outros trabalhos marcantes, ele interpretou um detetive da CIA no filme vencedor do Oscar de Ben Affleck, “Argo”, e também teve papéis em “Dogville” de Lars von Trier, e “O Talentoso Ripley”, de Anthony Minghella.

Em uma publicação de homenagem no Twitter, a conta oficial da série Seinfeld escreveu: “O grande Philip Baker Hall será para sempre lembrado pelos fãs de Seinfeld como o detetive durão da biblioteca, Mr. Bookman. Hall teve uma carreira longa e impressionante como um dos principais atores de Hollywood. Seu talento será valorizado”.

“Tenho um fascínio particular por atores de personagens, querendo transformá-los em atores principais”, afirmou ao jornal Los Angeles Times o diretor Paul Thomas Anderson, com quem Hall trabalhou em “Boggie Nights”, de 1997. “Eu vejo Philip Baker Hall e ele é apenas… um ator que eu amo. Não há mais ninguém com um rosto como aquele, ou uma voz como aquela.”

Com um longo relacionamento profissional e de amizade, Hall e Anderson também trabalharam juntos em “Magnolia” -filme de 1999 famoso por uma tempestade torrencial de sapos, em que Hall fez um apresentador de game show moribundo e mentalmente descontrolado- e “Jogada de Risco” -longa de 1996 protagonizado por Hall, que vive um jogador profissional aposentado tentando ajudar um jovem sem rumo.

“RIP [Descanse em paz] Philip Baker Hall. Um dos grandes. Foi um presente assistir você. Foi uma honra trabalhar com você em ‘Zodíaco’. Bondade, generosidade, humildade e grande talento”, escreveu o ator Mark Ruffalo, com quem Hall contracenou no filme de David Fincher lançado em 2007.

Nascido em 10 de setembro de 1931, no estado americano de Ohio, Hall foi tradutor e professor do Exército dos Estados Unidos antes de se tornar ator, o que só aconteceu quando ele tinha 30 anos.

Hall deixa esposa, quatro filhas, quatro netos e seu irmão.

Verifique também

Maisa agradece apoio de amigos e fãs após ser chamada de chata por Sonia Abrão

Maisa agradece apoio de amigos e fãs após ser chamada de chata por Sonia Abrão

Depois de ser chamada de chata por Sonia Abrão no A Tarde É Sua (RedeTV!), …