terça-feira , 28 junho 2022
Mariana Xavier vive sua 1ª protagonista e defende comédia como 'ferramenta de crítica'

Mariana Xavier vive sua 1ª protagonista e defende comédia como ‘ferramenta de crítica’

(FOLHAPRESS) – “Eu estou muito cansada, ser protagonista é bem mais difícil do que eu imaginava”. A frase é da atriz Mariana Xavier, 42, que grava seu primeiro longa-metragem como protagonista solo em “Doce Família”. O filme começou a ser gravado em São Paulo há algumas semanas e promete trazer, além de risadas, uma importante reflexão.


Xavier dá vida a Tamara, uma mulher bem sucedida profissionalmente e com os dias contados para seu casamento com Beto (Gabriel Godoy). Porém, os problemas começam quando ela decide usar o vestido de sua mãe (Maria Padilha) -dona de uma empresa de emagrecimento- no dia da cerimônia, e então resolve passar por uma dieta.

“O filme levanta uma reflexão importante e necessária, que diz tanto sobre minha vivência e meu trabalho. Acredito na comédia não só como entretenimento, mas como ferramenta de crítica”, diz. A artista conta que se identifica porque já sofreu tentando se encaixar nos padrões impostos pela sociedade, e não foi bem resolvida a vida inteira.

“Sou vítima da ditadura da magreza também, tomei todas as porcarias que as pessoas imaginarem, fiz todas as dietas malucas. Até quando eu percebi estar me violentando física e mentalmente”. Xavier diz que a pressão e a gordofobia atingem muitas mulheres, mesmo que se sintam seguras, como sua personagem, e acabam “sucumbindo a esse sistema”.

O ator Danilo de Moura, também parte do elenco, diz que o filme carrega uma grande carga de representatividade. Hugo, seu personagem, é um homem preto e LGBTQIA+. “É um filme que fala sobre bandeiras, algo atemporal. Falamos sobre mulheres que praticamente se mutilam em prol de um valor estético.”

Xavier completa ao dizer que o longa usa o humor para desarmar o público e gerar reflexões mais profundas, como um espelho. “Rir é um ato de resistência em vários níveis. Seguir fazendo arte e cultura nesse país que tem menosprezado tanto a nossa classe e produção é um ato de resistência necessário”, completa em conversa com o F5, nos bastidores da gravação.

A atriz ressalta que o audiovisual brasileiro gera muitos empregos e merece ser reconhecido e respeitado. Xavier explica que, para a produção do filme, foi necessária uma equipe de 100 pessoas, além de cinco semanas de filmagens -trabalhando de segunda a sábado. “Um país sem cultura é um país sem história. Estamos vivendo um momento em que a ignorância está sendo celebrada.”

Para o futuro do filme, ela diz que está na contagem regressiva para o fim das filmagens. “E depois disso vou ficar na contagem regressiva para ficar pronto”. O longa tem direção e roteiro de Carol Garcia, e é uma adaptação da comédia mexicana “Dulce Familia”. Estão ainda no elenco nomes como Karina Ramil e Viih Tube.

Verifique também

Johnny Depp nega rumores de regresso a 'Piratas do Caribe'

Johnny Depp nega rumores de regresso a ‘Piratas do Caribe’

Afinal, parece que os fãs de ‘Piratas do Caribe’ e de Jack Sparrow não têm …