sexta-feira , 20 maio 2022
e995c88ac4147f198eb65913edbe13ed-1

Mais de 36 mil idosos ainda não tomaram a dose de reforço contra a covid-19 em Cuiabá; SMS aposta na conscientização e busca ativa

Mais de 75,4 mil pessoas acima de 60 anos de idade tomaram pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19 em Cuiabá, o que representa 99% dos residentes nessa faixa etária. Com relação à segunda dose, 97,7% dos idosos cuiabanos estão em dia com o esquema vacinal. No entanto, quando o assunto é dose de reforço contra o coronavírus, esse percentual cai para 49,5%, conforme dados do Localiza SUS, plataforma do Ministério da Saúde. A dose de reforço começou a ser aplicada em 27 de setembro de 2021 nesse público.

Visando aumentar a cobertura vacinal nessa população, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem apostado na conscientização através dos agentes comunitários de saúde (ACS’s), que fazem visitas domiciliares periódicas e fazem a busca ativa daqueles que ainda estão pendentes de imunização. 

De acordo com a agente comunitária de saúde, Taís Tamara Conceição Carvalho dos Reis, da Clínica da Família do CPA 1, dentre as principais justificativas apresentadas pelos idosos para não buscar a dose de reforço é o medo de reação devido ao fato de se tratar de um imunizante diferente do que foi aplicado nas primeira e segunda doses. “Tem alguns idosos cujos filhos ainda estão com a preocupação pelo reforço ser de outro fabricante, eles têm receio. A maior preocupação é com a reação. Mas a gente enfatiza que o importante é tomar a vacina para se prevenir e prevenir o próximo”, afirma. 

Quem já garantiu todas as doses contra a covid-19, como é o caso do contador aposentado, Gonçalo Ferreira de Arruda, 75, comemora o fato de não ter sido acometido pela doença. “Graças a Deus, eu cuido muito da minha saúde. Eu cumpri direitinho as duas vacinas e, depois, a terceira dose porque é o seguinte: a gente tem que acreditar nos cidadãos que aprovam porque são homens com dignidade”, declara. 

Defensor das medidas de biossegurança e de combate à pandemia, ele parabeniza o serviço de orientação que tem sido realizado pelos profissionais de saúde do seu bairro. “É um brilhante trabalho o das agentes de saúde porque são elas que vão de encontro com a comunidade, descobrir quem está doente, assistir o idosos, as pessoas que estão convalescidas, que estão doentes”, comenta. 

Descentralização da vacina

Vale lembrar que, para facilitar o acesso da população à vacina contra a covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) ampliou o serviço para 40 unidades básicas de saúde, além dos polos centralizados da UNIC Beira e drive-thru da UFMT. No site vacina.cuiaba.mt.gov.br é possível visualizar os locais e horários de funcionamentos dos postos e quais deles são de uso exclusivo para vacinação das crianças. 

Graças a essa descentralização, somente no mês de janeiro de 2022, todas essas unidades básicas de saúde bateram a marca de mais de 51 mil doses aplicadas contra a covid-19. Para o coordenador de Atenção Básica na região Norte, Gilson Guimarães, isso reflete o trabalho em equipe e o foco na conscientização que tem sido feito pelas equipes junto à sociedade. “Esse é um trabalho da equipe de atenção básica, tanto dos enfermeiros, dos técnicos dos agentes comunitários de saúde, que fazem a orientação aos usuários e que é muito importante. Essas 51 mil doses também se devem à descentralização, colocando a vacina pertinho da comunidade e, com isso, a população está vendo a importância da vacinação”, comenta. 

 

Verifique também

O governador Mauro Mendes esteve em Nova Monte Verde para assinar vários convênios e autorizar obras na área de infraestrutura.

“Vivemos nosso melhor momento com as ações do Governo de MT”, afirma prefeito

O prefeito Edemilson Marino dos Santos se emocionou durante o evento em que o governador Mauro Mendes assinou vários convênios e autorizou obras na área de infraestrutura no município. Os investimentos são de R$ 30 milhões