sábado , 27 novembro 2021
19aac262-3aef-416c-9bfc-0588da7b1642

MAIS AVANÇOS, VÁRZEA GRANDE CRIA O REAGENDAMENTO DA VACINAÇÃO AMPLIA LOCAIS E REFORÇA MEDIDAS DE BIOSSEGURANÇA

COM BAIXO NÚMERO DE NOVOS CASOS E INTERVALOS DE DIAS CADA VEZ MAIORES, A META É DESCENTRALIZAR A VACINAÇÃO, MAS REFORÇANDO A NECESSIDADE DO USO DE MÁSCARA, ÁLCOOL EM GEL E DISTANCIAMENTO SOCIAL, POIS EM OUTRAS REGIÕES DO MUNDO OS CASOS DE COVID VOLTARAM A CRESCER E OS ÓBITOS TAMBÉM.

Seguindo determinação do prefeito Kalil Baracat, Várzea Grande implanta a partir desta terça-feira, 9 de novembro, o ‘Reagendamento da Vacinação’ contra a COVID 19 para todos os casos de pessoas que deveriam ter recebido as vacinas e por algum motivo deixaram de ser vacinadas, seja com a primeira, a segunda ou a dose de reforço.
“Temos uma missão que é vacinar a todas as pessoas, independente de idade, para que possamos voltar a normalidade ou ao menos uma nova normalidade”, disse o prefeito Kalil Baracat, inclusive anunciando que vai formalizar ao Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde, a defesa da vacina para crianças de cinco anos acima e a aquisição de medicamentos via oral também para reforçar o tratamento das pessoas com sintomas de COVID.


A Secretaria de Saúde de Várzea Grande está fazendo o ‘Reagendamento da Vacinação’ para todas aquelas pessoas que constam em seu banco de dados e que poderão ser consultados a partir desta terça-feira, 09 de novembro, clicando no site oficial de Várzea Grande no endereço www.varzeagrande.mt.gov.br na ABA IMUNIZAÇÃO COVID 19 CADASTRO, depois na página seguinte em CONSULTAR CADASTRO, aí as pessoas inserem o número do CPF, passa para a página seguinte onde constam a 1ª dose; 2ª dose e 3ª dose. Clicando na terceira dose, se faltar algumas das etapas ou doses anteriores aparece o reagendamento realizado pela própria Secretaria de Saúde de Várzea Grande, que permite as pessoas irem a qualquer unidade para ser vacinada e estar imunizada.


O secretário de Saúde de Várzea Grande, Gonçalo Barros, acrescentou que está ampliando para 10 Unidades Municipais de Saúde o atendimento com a vacinação para descentralizar o mesmo para todas as regiões de Várzea Grande e que o Reagendamento da Vacinação contra a COVID 19 visa resgatar aquelas pessoas que por qualquer motivo deixaram de receber a primeira, a segunda ou a dose de reforço que alguns chamam de terceira dose.
“Este, no meu entendimento, é uma processo longo, demorado que necessita de reavaliações periódicas para que possamos manter a COVID 19 sob controle, pois estamos em viés de baixa, mas em um passado recente o Brasil estava também em baixa e a Europa e os Estados Unidos em alta, como acontece agora, portanto, temos que ser cuidadosos e não apenas verificar os números no Brasil, pois em 2019 os casos estavam na China e Europa, chegaram aqui e transformaram a vida de todo mundo, portanto, cautela é essencial”, disse Gonçalo Barros.
Ele frisou ainda que o fato de estarmos, enquanto Brasil e Mato Grosso, em viés de baixa na contaminação, transmissão e principalmente mortes, não quer dizer que a doença esteja completamente sob controle e, portanto, seria prematura se falar em flexibilização de regras de biossegurança como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social entre outros hábitos que se demonstraram importantes no dia a dia e no controle de endemias.
“Em um intervalo de dois meses, Várzea Grande chegou e passar mais de duas semana sem óbitos, mas isto não é motivo para se deixar de adotar as medidas de biossegurança, pelo contrário, devemos reforçar as mesmas, pois os casos, não apenas de COVID reduziram, as Síndromes Respiratórias Agudas Graves – SRAG tem manifestações contidas, fruto das medidas de biossegurança, da busca pela vacinação não apenas da COVID, mas da INFLUENZA entre outras vacinas que estavam desatualizadas pelas pessoas que deixavam de procurar as mesmas e voltaram a carga agora justamente por causa da pandemia”, frisou Gonçalo Barros, para quem durante muito tempo as pessoas terão que conviver com a COVID e seus efeitos secundários.
Gonçalo Barros explicou que a ciência e a medicina ainda não têm o controle total da COVID 19, por isso que a vacinação deverá estar entre as principais atuais da saúde pública ou privada mundial, bem como a descoberta de novas drogas, como o remédio em capsula desenvolvido pela PFizer e que vem sendo utilizado com sucesso na Europa.
O titular da pasta frisa que no Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos, o Fiotão, funcionará todos os dias das 8 às 16 horas, sendo que em algumas datas ele terá seu funcionamento excepcionalmente ampliado até as 22 horas. Fora isto, o expediente das demais 10 unidades, de segunda a sexta-feira entre 8 às 11:00 e das 13 às 16 horas. “Vamos manter também os pontos de vacinação do Ginásio Poliesportivo Fiotão, Parque Berneck, Jardim dos Estados, e no Centro Universitário – Univag -ponto fixo e drive thru-, ainda este ano. Mas a intenção é utilizar mais o ponto do Fiotão, que está próximo ao Terminal André Maggi, um local de fácil acesso, e gradativamente até o final do ano, dependendo dos dados epidemiológicos, manter a vacina da COVID 19 somente nas unidades básicas de saúde. São medidas que estamos adotando, com a maior segurança e respeitando as orientações do Ministério da Saúde no que prevê o Plano Nacional de Imunização”, explicou.


Nesta semana haverá vacinação contra a Covid-19 do dia 8 ao dia 12, no Ginásio Poliesportivo Fiotão, das 8h às 16 h. Amanhã, terça-feira, 09 de novembro, ocorre o Corujão da Vacinação, no Fiotão, em sistema ponto fixo, das 16h às 22h, portanto neste dia, a vacinação será das 8 às 22h. Na quinta-feira (11) – a vacinação ocorre no Parque Berneck, em sistema Drive Thru, das 16 às 22:00.
No sábado o ponto de vacinação será nas Clínicas Médicas do Univag, das 8h às 16 horas.

As Unidades Municipais de Saúde funcionarão entre 8 às 11:00 e das 13 às 16 horas são:

1 – Centro de Saúde Nossa Senhora da Guia;
2 – UBS Santa Isabel;
3 – UBS Cabo Michel;
4 – Clínica de Atenção Primária Jardim Glória;
5 – Policlínica de Atenção Primária do Cristo Rei;
6 – ESF Jardim Manaíra;
7 – ESF Ouro Verde;
8 – Clínica de Atenção Primária do Ouro Verde;
9 – Clínica de Atenção Familiar do Parque do Lago;
10 – Clínica de Atenção Familiar do Jardim Marajoara.

Por Assesoria

Verifique também

Coisas que você não deve fazer em apps de namoro virtual; nunca!

Coisas que você não deve fazer em apps de namoro virtual; nunca!

Tem sido quase impossível conhecer alguém novo na vida real e a pandemia só veio …