quarta-feira , 18 maio 2022
'Licorice Pizza', filme de Paul Thomas Anderson indicado ao Oscar, estreia nos cinemas

‘Licorice Pizza’, filme de Paul Thomas Anderson indicado ao Oscar, estreia nos cinemas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Stanley Kubrick, Alfred Hitchcock, Orson Welles… Cada geração tem sua forma de mostrar que o Oscar, no final das contas, é sempre falho em reconhecer alguns filmes e cineastas extraordinários -mesmo de Hollywood. Paul Thomas Anderson é outro que, apesar do burburinho, nunca teve o reconhecimento devido pela Academia, mas talvez consiga uma estatueta para chamar de sua com “Licorice Pizza”, que chega aos cinemas nesta quinta (17).


Depois da pompa venenosa de “Trama Fantasma”, com um Daniel Day-Lewis em estado de graça, Anderson rebaixou a pretensão e decidiu investir numa comédia romântica, que retoma sua faceta já conhecida em “Boogie Nights: Prazer Sem Limites”, de 1997, e “Embriagado de Amor”, de 2002.

Na Los Angeles dos anos 1970, os protagonistas são um jovem ator de TV, encarnado por Cooper Hoffman -filho de Philip Seymour Hoffman, morto em 2014, e que estrelou longas de Anderson-, apaixonado pela mocinha vivida por Alana Haim -da banda de pop rock Haim-, que não quer vê-lo fora da “friend zone”.

Outra estreia de peso é “Sempre em Frente”, em que Joaquin Phoenix -este, sim, vencedor do Oscar- vive o tio de um garoto, interpretado pelo elogiado ator mirim Woody Norman. Mesmo afastado da irmã após a morte da mãe, ele vai passar um tempo com o menino e acaba aprendendo muito sobre a vida e as responsabilidades de educar uma criança.

Já Tom Holland e Mark Wahlberg são os pesos-pesados de “Uncharted: Fora do Mapa”, numa aventura baseada na famosa série de games. Tal qual um Indiana Jones mais malandro, e que não precisa ser arqueólogo para conhecer tudo sobre sociedades antigas, o protagonista vivido pelo último Homem-Aranha vai atrás de um tesouro monumental enquanto busca o paradeiro do seu irmão.

Falando em peso, o galã Chay Suede perdeu nove quilos durante as gravações de “A Jaula”, para definhar junto a seu personagem. No longa ficcional de estreia do diretor e colunista do jornal Folha de S.Paulo João Wainer, o capixaba vive um ladrão que cai numa armadilha.

Ao tentar roubar um Pajero, o rapaz descobre que o carro foi modificado por um ginecologista -um certo doutor Henrique, vivido por Alexandre Nero. O “cidadão de bem” aproveita para trancafiar e torturar o rapaz no carro totalmente blindado e saciar sua sede por justiça após ser assaltado mais de 20 vezes.

As estreias nacionais incluem ainda “Primavera”, longa produzido ao longo de 20 anos -misturando encenações com atrizes como Ana Paula Arósio, Marília Gabriela e Ruth Escobar, além de imagens de arquivo- e o documentário “Rio de Vozes”, que observa moradores de diversas cidades ao longo do rio São Francisco, entre Bahia e Pernambuco.

Se for ao cinema, não deixe de seguir as orientações de prevenção contra o coronavírus. Mantenha as mãos higienizadas, use uma máscara adequada e não tire a proteção do rosto durante a exibição.
*
A Jaula

Filmado ainda em 2018, o filme marca a estreia do diretor João Wainer na ficção e investe em uma história claustrofóbica e violenta. Na trama, Chay Suede é um ladrão que fica preso em um carro que está tentando roubar. Completamente blindada, a armadilha foi construída pelo ginecologista doutor Henrique, como forma de fazer justiça com as próprias mãos após ter sido assaltado incontáveis vezes. A história é baseada num roteiro dos argentinos Mariano Cohn e Gastón Duprat.
Brasil, 2021. Direção: João Wainer. Com: Chay Suede e Alexandre Nero. 16 anos

Licorice Pizza

Indicado diversas vezes ao Oscar -e sempre esnobado-, Paul Thomas Anderson reaparece na corrida deste ano com uma comédia romântica ambientada na Los Angeles dos anos 1970. De um lado, está o personagem de Cooper Hoffman, que vive um jovem que atua numa série de TV. Do outro, fica Alana Haim -da banda de pop rock Haim-, uma assistente de fotógrafo em escolas. Ele se apaixona pela mocinha, mas ela, desde o começo, impõe os limites da amizade.

EUA, 2021. Direção: Paul Thomas Anderson. Com: Cooper Hoffman, Alana Haim e Bradley Cooper. 14 anos

Primavera

Produzido ao longo de 20 anos, o longa traz diversas figurinhas carimbadas -de Ana Paula Arósio a Marília Gabriela e Werner Schünemann- e costura a história de uma família a partir de memórias ancestrais, representadas ora pela ficção, ora por imagens de arquivo resgatadas do Museu do Índio e do Acervo Humberto Mauro.
Brasil, 2021. Direção: Carlos Porto de Andrade Jr,. Com: Ana Paula Arósio, Ruth Escobar e Marília Gabriela. 18 anos

Rio de Vozes

Com um olhar sensível e atencioso a suas personagens, que tem sido comparado ao de Eduardo Coutinho, os diretores Andrea Santana e Jean-Pierre Duret acompanham neste documentário famílias de pescadores que moram à margem do rio São Francisco, em diversas cidades entre Bahia e Pernambuco.
Brasil, 2019. Direção: Andrea Santana, Jean-Pierre Duret. Livre

Sempre em Frente
Neste drama, o personagem de Joaquin Phoenix -premiado por “Coringa”- contracena com o ator mirim Woody Norman, que vive seu sobrinho. Afastado da irmã, ele tem de cuidar do garoto por um período e, assim, criam uma relação duradoura e impactante, que relembra as responsabilidades de educar uma criança e de entender o mundo.

EUA, 2021. Direção: Mike Mills. Com: Joaquin Phoenix, Woody Norman, Gaby Hoffmann. 10 anos

Uncharted: Fora do Mapa
Baseado em uma série de games de aventura, Tom Holland vive Nathan Drake, um explorador com menos pudores do que um Indiana Jones. Ao lado do experiente Sully, papel de Mark Walhlberg, ele vai atrás de um tesouro precioso, perdido há séculos, enquanto esbarra em pistas do seu irmão desaparecido.
EUA, 2021. Direção: Ruben Fleischer. Com: Mark Wahlberg, Tom Holland e Sophia Taylor Ali. 12 anos

Verifique também

Os famosos que se revelaram LGBTQ+ em 2022

Os famosos que se revelaram LGBTQ+ em 2022

A cada novo ano de progresso, portas de armários se abrem cada vez mais e …