sábado , 21 maio 2022
Jornalista britânico é raptado pelos talibãs no Afeganistão

Jornalista britânico é raptado pelos talibãs no Afeganistão

Nove pessoas de países do Ocidente, incluindo o ex-jornalista da BBC Andrew North, foram raptadas pelos talibãs em Cabul, capital do Afeganistão. A notícia foi dada pelo ex-vice-presidente do país, Amrullah Saleh, na rede social Twitter.

“Devido à falta dos meios de comunicação, nenhuma reportagem de cidadãos e uma atmosfera sufocante, a corrupção, o crime e as atrocidades não estão sendo expostos. Por exemplo, nove cidadãos de países ocidentais foram raptados, entre os quais Andrew North da BBC e Peter Juvenal, proprietário do restaurante Gandomak. Os talibãs são mentirosos”, escreveu. 

Segundo a imprensa britânica, Andrew North estaria  colaborando com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Em comunicado, a agência de refugiados da ONU confirmou que “dois jornalistas do ACNUR e cidadãos afegãos que trabalham com eles foram detidos em Cabul”.

“Estamos fazendo o nosso melhor para resolver a situação, em coordenação com outras entidades. Não faremos mais comentários devido à natureza da situação”, diz o comunicado. 

A agência de notícias afegã Afintl revelou que uma fonte do serviço mundial da BBC confirmou o sequestro do jornalista Andrew North e, numa resposta à publicação de Amrullah Saleh, o editor-executivo da BBC News, Paul Danahar, afirmou que o jornalista “está trabalhando para a ONU em Cabul”.

“Ele é um ex-colega e um jornalista respeitado. Todas as perguntas sobre a sua situação, que obviamente preocupam os seus amigos e colegas, devem ser encaminhadas à ONU”, acrescentou.

Verifique também

Homem compra casa e descobre que antepassados eram escravizados ali

Homem compra casa e descobre que antepassados eram escravizados ali

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Um norte-americano descobriu que a casa que comprou em Filadélfia, …