domingo , 26 junho 2022
picture.jpg

Isis Valverde posa de cigana para o Carnaval

Na infância em Airuoca, Isis Valverde já se vestiu de borboleta, odalisca e gatinha para os bailes de carnaval dos clubes da cidade. A menina que terminava a festa sempre descalça e sem nada na cabeça agora virou a rainha de um dos bailes mais tradicionais do país: o do Copacabana Palace, que acontece no dia 10. Para a festa de gala, ela se vestirá de cigana, já que o tema deste ano é Gipsy Folie. Neste clique exclusivo, Isis dá um gostinho do que vem por aí:

– Estou achando o máximo ser rainha do baile do Copa, que é tradicionalíssimo. Será minha primeira vez lá, então você já deve imaginar como está o coração aqui… Não vejo a hora de entrar por aqueles salões lotados de gente. Achei incrível eles me escolherem, uma menina que saiu de Airuoca, interiorzão de Minas, que batalhou seu espaço e hoje pode viver essa experiência intensa. É intensa porque você representa toda essa paixão tão autêntica, tão brasileira pela nossa maior festa. Eu vivo isso intensamente.

Isis conta que prefere não ser saudosista e lembrar de um carnaval inesquecível. Para ela, o foco é sempre no que está por vir:

– Acho que o carnaval inesquecível sempre será o próximo, o que vem chegando. Então, me aguardem, que 2018 promete muito!

Isis, que já foi musa do Bloco da Favorita e de camarotes da Sapucaí, não descarta a possibilidade de um dia vir à frente dos ritmistas, como rainha de bateria:

– Sou apaixonada pelo carnaval, mas acho que não conseguiria conciliar o meu trabalho com a dedicação que uma rainha precisa exercer durante o ano com a comunidade. Porque não é só aparecer lá e ficar sambando, é preciso um preparo e tanto! E admiro muito quem se entrega a isso. Mas olha, é aquele ditado né? Nunca digo nunca – diz ela, que tem um coração mangueirense.

Samba no pé para assumir a coroa não falta, como ela mesmo reconhece:

– Acho que seria exagero dizer que sambo muuuito (risos). Mas dou meu recado, tá bem? Fico ali no sapatinho. O importante é ser feliz. Se jogar!

Isis, que na ficção já viveu a rainha do carnaval baiano, na minissérie “O canto da Sereia”, também se diz fã da folia do Nordeste:

– Esse foi um trabalho lindo, muito importante para mim, no qual tive a oportunidade de estar em contato com uma cultura riquíssima. O carnaval da Bahia é grandioso, é outro tipo de festa, diferente da do Rio, mas não perde em nada no quesito animação. Sempre fui fã das músicas baianas, das cantoras que têm energia imensa para levar os trios pelos circuitos… A minissérie só me mostrou mais de perto o que eu já imaginava, que vale a pena você conhecer o carnaval de Salvador!

Mas para este ano, a ideia de Isis, que está às voltas com a filmagem de “Boca de Ouro”, baseado no clássico de Nelson Rodrigues, filme que vai ser dirigido por Daniel Filho, é se acabar mesmo na folia carioca:

– Estou bastante envolvida com o Baile do Copa, desde do primeiro momento que recebi o convite para ser rainha. Adoro carnaval, a alegria das pessoas, festa por toda a cidade. Sempre que posso curto algum bloco e também costumo ir à Sapucaí para ver os desfiles. Se sobrar tempo, com certeza, vou aproveitar ao máximo. Energia não falta!

 

 

Por O GLOBO

Verifique também

Damares celebra decisão dos EUA sobre aborto e espera impacto no Brasil

Damares celebra decisão dos EUA sobre aborto e espera impacto no Brasil

BRASÍLIA, DF – A ex-ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos Damares Alves comemorou a …