sábado , 27 novembro 2021
- Foto por: PMMT

Investimentos e boas práticas da PM são apresentados na 1ª Jornada Nacional de Policiamento Rural

A Polícia Militar de Mato Grosso participou, nesta terça-feira (23.11), da 1ª Jornada Nacional de Policiamento Rural promovido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, em Sinop. O evento teve por objetivo debater e compartilhar experiências e boas práticas sobre o policiamento rural no país.

Na ocasião, o Comando Geral da Polícia Militar foi representado pelo subchefe de Estado Maior Geral, coronel Carlos Eduardo Pinheiro, que prestigiou  a solenidade de abertura do evento nacional.

No primeiro dia do evento, o comandante da 14ª Força Tática de Rondonópolis, tenente-coronel Gleber Candido apresentou o pioneirismo do Governo do Estado em destinar investimentos para a PMMT na garantia da segurança no campo. O coronel destacou a dedicação do governador Mauro Mendes em investir “pesado” no policiamento rural no Estado.

“O Governo estadual implementou um recurso da ordem de R$ 35 milhões para aquisição de fardamentos e equipamentos para gerar uma identidade do patrulhamento rural para que o homem do campo perceba que agora ele possui uma tropa especializada para ampará-lo nos momentos mais difíceis. A Polícia Militar já recebeu viaturas distintas, fuzis, calibre 7,62, pistolas 9mm, drones, GPS, e o mais importante, o pagamento de diárias para que os policias façam jornadas de 5 ou 7 dias na zona rural. A realidade do patrulhamento hoje é bastante forte, conseguimos reduzir os índices criminais”, explanou o militar.

A solenidade de abertura da 1º Jornada Nacional sobre o policiamento rural contou com a presença do secretário Nacional de Segurança Pública, Carlos Renato Machado Paim; do secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Alexandre Bustamante; do prefeito de Sinop Roberto Dorner; dentre outras autoridades civis e militares. 

Verifique também

Foragido de Rondônia por homicídio e tráfico é localizado em Cuiabá e tenta escapar usando nome falso

Ele forneceu uma identidade falsa aos policiais da Polinter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *