quinta-feira , 26 maio 2022
54093c752473a3105f41fff972919a58

Inscrições para os Jogos Estudantis podem ser realizadas pela internet

A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, informa que as inscrições para a segunda etapa da 45ª edição dos Jogos Estudantis Cuiabanos podem ser realizadas por meio do site http://sede.cuiaba.mt.gov.br/ . Os interessados têm até o dia 18 de maio para se inscrever na modalidade individual. Já para a modalidade coletiva, as inscrições vão até o dia 20 de maio.

Judô, Luta Olímpica, Tenis de Mesa, Badminton, Atletismo e Natação, integram a modalidade individual.  Voleibol, Futsal, Basquetebol e Handebol, fazem parte da modalidade coletiva. Poderão participar todos os atletas devidamente matriculados em unidades escolares da rede Estadual, Municipal, Privada e Instituto Federal. Tanto as escolas quanto os alunos terão uma ficha individual de cadastro.

A plataforma virtual oferece ferramentas autoexplicativas para que as inscrições sejam realizadas de forma prática com a criação de um login e senha. Todos os documentos exigidos podem ser anexados junto ao banco de dados do site, basta apenas tirar uma foto legível da documentação e fazer o upload das imagens.

As inscrições também podem ser realizadas de forma presencial com a entrega das documentações de inscrição e fichas das modalidades, em duas vias devidamente preenchidas e assinadas pelos responsáveis para a Comissão Organizadora na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, localizada na Rua Barão de Melgaço, número 3677, com atendimento de segunda à sexta-feira. das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Outras informações poderão ser obtidas diretamente na Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, pelo WhatsApp (65) 98468-7325, pelo Telegram https://t.me/jecs2022 , ou ainda pelo e-mail: diretoria.esportes@cuiaba.mt.gov.br 

Verifique também

6e037f78-df6e-4a7e-85bb-e6c08e853990

Defesa territorial é fundamental para assegurar proteção de mulheres e crianças yanomami, defende MPF em audiência pública

Durante debate na Câmara dos Deputados, procurador apontou o garimpo ilegal como principal fator de risco para a comunidade indígena