sexta-feira , 20 maio 2022
Em desvantagem e sem Bustos, Santos aposta na Vila para avançar na Copa do Brasil

Em desvantagem e sem Bustos, Santos aposta na Vila para avançar na Copa do Brasil

Santos e Coritiba vão entrar em campo às 21h30 desta quinta-feira para se enfrentarem pela terceira vez em menos de um mês. O novo confronto é o mais importante desta série, por valer vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Em desvantagem e sem poder contar com Fabián Bustos no banco de reservas, o time paulista aposta em sua força na Vila Belmiro para ganhar o “tira-teima” e ampliar a boa fase.

Na ida, o time paranaense levou a melhor por 1 a 0. Precisa, portanto, de um empate para alcançar as oitavas. Para o Santos, uma vitória por dois gols de diferença garante a classificação. Se a diferença for de apenas um gol, o confronto será decidido nas penalidades.

O jogo terá caráter de desempate porque cada time venceu um dos duelos anteriores. No primeiro, em 17 de abril, o Santos ganhou por 2 a 1, em casa, pelo Brasileirão. Três dias depois, o Coritiba deu o troco e bateu o rival paulista no jogo de ida da Copa do Brasil.

O confronto também gera expectativa em razão da boa fase dos dois ataques. São os mais produtivos do Brasileirão até agora, com 10 gols cada. O time paulista vem de goleada sobre o Cuiabá por 4 a 1, em casa.

Triunfos diante da torcida se tornaram rotina para a equipe paulista desde a chegada do técnico Fabián Bustos, em março. Foram cinco jogos e cinco vitórias na Vila Belmiro, com 15 gols marcados e seis sofridos.

“Obviamente o apoio da torcida é importante. As grades estão próximas e a equipe rival sente a pressão da torcida. É muito bom esse apoio e para os rivais é ruim quando torcida grita tão perto do campo. A Vila é a nossa casa, desde que começou o campeonato colocamos como objetivo ser forte em casa, sem ninguém levar pontos. Foi um propósito nosso, temos conseguido e precisamos continuar amanhã (quinta)”, comentou o volante Rodrigo Fernández.

O bom desempenho em casa tem relação direta com a produtividade do ataque escalado pelo treinador argentino. Para esta quinta, o setor ofensivo terá quatro jogadores, com Ricardo Goulart atuando mais recuado, auxiliando na armação. Mais à frente estarão Jhojan Julio, Léo Baptistão e Marcos Leonardo. O jovem Ângelo tem chances remotas de entrar em campo porque se recupera de leve lesão muscular na coxa direita.

Bustos deve manter a formação com dois zagueiros na defesa. A dúvida é se vai poupar Maicon, que reclamou de dores musculares no treino de sábado e não treinou na quarta. Se for poupado, será substituído por Velázquez, que formaria dupla com Eduardo Bauermann.

A maior baixa será mesmo o próprio treinador, expulso no jogo de ida. Ele será substituído pelo auxiliar Lucas Ochandorena.

Do lado do Coritiba, uma baixa é certa. O atacante Fabrício Daniel não poderá defender a equipe paranaense por já ter vestido a camisa do Mirassol nesta edição da Copa do Brasil. Assim, ele será substituído por Alef Manga. Outros desfalques são Natanael, Warley, Nathan e Thonny Anderson, que já estavam machucados.

Com a vantagem do empate, o time de Curitiba vem de atuações irregulares nas últimas semanas. Na segunda, perdeu para o Avaí por 2 a 1, pelo Brasileirão. Na rodada anterior, vencera o Fluminense por 3 a 2, depois de empatar com o Atlético-MG por 2 a 2, fora de casa, e bater o próprio Santos, já pela Copa do Brasil.


Verifique também

Patrick festeja primeiro gol pelo São Paulo e vaga nas oitavas da Sul-Americana

Patrick festeja primeiro gol pelo São Paulo e vaga nas oitavas da Sul-Americana

Autor do terceiro gol na vitória sobre o Jorge Wilstermann, o meio-campista Patrick festejou ter …