domingo , 26 junho 2022
picture.jpg

Em Cuiabá, goleiro do ‘frango’ do Mundial Sub-17 reencontra Brenner

Um reencontro que só o mundo da bola pode proporcionar: Brenner, atacante da Seleção Brasileira sub-17 e do São Paulo, ficou frente à frente com Koita, goleiro de Mali, que devolveu o abraço recebido após falha cometida no jogo entre Brasil e Mali na disputa de terceiro lugar no Mundial da categoria. Diferente do primeiro encontro entre eles, desta vez o clima foi de alegria, festividade e gratidão.

Koita foi protagonista do jogo, cometeu uma falha grave no primeiro gol brasileiro. Após o apito final, o goleiro desabou em lágrimas e foi consolado pelos companheiros de seleção e por Brenner, atacante do Brasil.

De férias em Cuiabá, Brenner visitou a escolinha onde surgiu para o futebol e foi surpreendido pela visita do amigo arqueiro que conquistou recentemente.

– Eu estou muito feliz pela presença dele na minha cidade. Não esperava essa visita, mas agora posso dar mais um abraço extra-campo como um amigo. No dia do jogo fui solidário, tentei passar um força para que ele pudesse se recuperar daquele lance de infelicidade – disse Brenner

Koita relembra o lance, destaca a importância do gesto de comoção recebido por Brenner. Dois meses passaram, e o goleiro relembra com carinho e não via o momento de rever o amigo para poder devolver o gesto de gratidão.

– Valeu a pena passar 24 horas dentro de avião para retribuir um gesto tão carinhoso. Sabia que um dia poderia retribuir o abraço. Após o jogo estava arrasado e me sentindo mal, para mim foi uma tragédia aquele lance, e receber um abraço foi surpreendente – falou Koita.

Por ser tão dinâmico, o futebol dá muitas voltas e adversários podem se tornar companheiros no futuro próximo. Questionado sobre isso, Brenner, elogiou Koita e projetou quem sabe um dia jogar ao seu lado.

– Quero reencontrá-lo nos campos espalhados pelo mundo. Pode ser ser como companheiro ou adversário, o importante é amizade que temos a partir de agora – concluiu o atacante.

Além do abraço retríbuido, Koita presenteou o amigo com uma luva, e recebeu em troca uma camisa da seleção brasileira autografada por todo elenco que disputou o Mundial Sub-17.

 

Por Globoesporte

Verifique também

Boca Juniors é multado por gestos racistas de torcedores contra o Corinthians

Boca Juniors é multado por gestos racistas de torcedores contra o Corinthians

Após muita pressão por parte do Corinthians, a Conmebol multou o Boca Juniors em R$ …