sábado , 16 outubro 2021
'É para vender livro', diz Harvey Weinstein ao negar assédio a Angelina Jolie

‘É para vender livro’, diz Harvey Weinstein ao negar assédio a Angelina Jolie

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ex-produtor de cinema americano Harvey Weinstein, 69, que cumpre pena de 23 anos de prisão por estupro e assédio sexual, enviou um comunicado por seu assistente ao site TMZ negando a acusação de assédio feita contra ele pela atriz Angelina Jolie, 46.


Weinstein afirmou que Jolie está apenas em busca de promoção de seu novo livro sobre direitos humanos. “É muito claro para mim que isso é para vender livro. Nunca houve assédio, nunca houve uma tentativa de abuso. É uma publicidade descaradamente falsa e caça-clique”, afirmou Weinstein.

“Você é Angelina Jolie, todos os homens e mulheres no mundo, tenho certeza, mostram interesse em você. O mundo inteiro está atacando você?”, escreveu o ex-empresário.

Em entrevista ao The Guardian, Jolie falou que o fato de Brad Pitt continuar a se associar com Weinstein durante o casamento deles gerou rancor entre o casal e foi doloroso. Segundo ela, o marido sabia como ela se sentia em relação ao magnata do cinema.

A atriz disse que seu ódio por Weinstein veio à tona quando ela trabalhou pela primeira vez com ele no filme “Corações Apaixonados” (1998). Ela afirmou que “escapou” de uma suposta tentativa dele de deixá-la sozinha em um quarto.

Ela disse ainda que na época alertou outras pessoas sobre Weinstein e contou para seu primeiro marido, Jonny Lee Miller. Angelina recusou um papel em “O Aviador” apenas para evitar ter que trabalhar com ele novamente.

Verifique também

Ex-cassetas voltam a levar humor à TV aberta e querem furar bolhas da web

Ex-cassetas voltam a levar humor à TV aberta e querem furar bolhas da web

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Após quase 11 anos do fim do Casseta e Planeta …