quinta-feira , 21 outubro 2021
Cueva decide, Peru vence em casa e afunda Venezuela nas Eliminatórias

Cueva decide, Peru vence em casa e afunda Venezuela nas Eliminatórias

O Peru aproveitou a vantagem numérica e as fragilidades da Venezuela para vencer pela segunda vez nestas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. O atacante Cueva, com passagens por Santos e São Paulo, marcou o único gol da vitória peruana por 1 a 0, em Lima, na noite deste domingo. O estádio Nacional contou com a presença de torcedores nas arquibancadas.


Foi apenas o primeiro triunfo do Peru em casa na competição. O resultado levou a equipe aos oito pontos, no sétimo lugar, reduzindo a distância para os primeiros colocados da tabela. Já a Venezuela segue na lanterna, mais afundada na classificação, com apenas quatro pontos.

A liderança está com o Brasil, com 21 pontos, contra 15 da vice-líder Argentina. Os dois times têm um jogo a menos que os demais porque jogaram apenas cinco minutos neste domingo, até a partida ser paralisada por agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O time peruano será o próximo rival da seleção brasileira, na quinta-feira, em partida marcada para a Arena Pernambuco, nos arredores do Recife.

Em duelo que reuniu duas das piores equipes destas Eliminatórias, o primeiro tempo saiu acima do esperado. Mesmo exibindo fragilidades, a Venezuela apresentou bons momentos no ataque, com Savarino e Soteldo, dois conhecidos de torcedores brasileiros, por defender ou terem defendido Atlético-MG e Santos, respectivamente.

Mas, apesar do esforço venezuelano, a etapa inicial foi dominada pelos peruanos. A seleção da casa era mais consistente em todos os setores, embora não conseguisse se impor de forma determinante nos primeiros 45 minutos. Tanto que o gol marcado por Cueva, aos 34 minutos, saiu de um erro grosseiro da defesa venezuelana.

Villanueva tentou virar o jogo, na saída de bola, e praticamente entregou nos pés de Cueva, outro com passagem pelo futebol brasileiro. Ele não perdoou e abriu o placar. A situação do Peru ficou mais tranquila aos 37, quando Rincón acertou o cotovelo no rosto do mesmo Cueva. Ele levou o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Apesar do contexto favorável, com vantagem numérica e também no placar, o Peru teve dificuldade para sacramentar o triunfo no segundo tempo. Aos 10, o goleiro Gallese precisou trabalhar para evitar o empate, em finalização de José Martínez. A resposta dos anfitriões veio dois minutos depois, em cobrança de falta perigosa de Lapadula.

A situação parecia “resolvida” aos 17, quando Gonzales mandou para as redes. Mas o árbitro anulou o gol peruano, alegando impedimento de Lapadula, que acabou participando da jogada. O duelo ganhou em movimentação e as duas seleções ensaiaram uma boa partida por cerca de 10 minutos.

A partir dos 30 minutos, porém, o nível técnico caiu bastante, apesar da entrada de jogadores mais capazes, como Guerrero, pelo Peru, e Otero, no time venezuelano. O jogo ficou morno, sem chances de gol, confirmando a vitória dos anfitriões.

FICHA TÉCNICA:

PERU 1 x 0 VENEZUELA

PERU – Gallese; Avíncula, Santamaría, Callens e Marcos López; Tapia (Cartagena), Yotún (Christofer Gonzáles), Carrillo, Cueva (Ruidíaz) e Édison Flores (Raziel García); Lapadula (Guerrero). Técnico: Ricardo Gareca.

VENEZUELA – Fariñez; Hernández, Ferraresi, Villanueva (Chancellor) e Óscar González; Moreno (Edson Castillo), Rincón, Savarino (Bello) e Soteldo (Otero); Murillo (José Martínez) e Eric Ramírez. Técnico: Leonardo González.

GOL – Cueva, aos 34 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Christofer Gonzales, Guerrero, Ferraresi.

ÁRBITRO – Luis Quiroz (Equador).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAl – Estádio Nacional, em Lima, no Peru.

Verifique também

Longe do Mundial, Simone Biles diz que ainda 'tem medo da ginástica'

Longe do Mundial, Simone Biles diz que ainda ‘tem medo da ginástica’

Longe do Mundial, disputado no Japão até domingo, a americana Simone Biles afirmou nesta quinta-feira …