domingo , 26 junho 2022
3bf2d844cd9b10b1d2c7196a9de17da462b378e4aa9c4

CPI do Leite recebe representantes de organização de cooperativas, indústrias e de conselho de produtores

Foto:
Ronaldo Mazza

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga possíveis infrações de ordem econômica na cadeia produtiva do leite e seus derivados no estado ouviu, nesta quarta-feira (22), o presidente do Conselho Paritário de Produtores e Indústrias de Leite de Mato Grosso (Conseleite/MT), Antônio Bornelli Filho, e o superintendente da Organização das Cooperativas Brasileira (OCB/MT), Frederico Azevedo.

Entre os principais questionamentos dos deputados Dr. Eugênio (PSB) e Gilberto Cattani (PL), presidente da CPI, está a questão do valor de remuneração dos pequenos produtores de leite. De acordo com Antônio Bornelli Filho, a situação dos donos de indústrias também não é boa. “Os gastos cresceram demais, a gente sofre. É preciso que os produtores cheguem mais perto da indústria para diminuir essa desconfiança, porque não conseguimos vender pelos preços altos vistos no comércio”, defendeu o presidente do Conseleite. Ele também reclamou dos gastos que tem para fazer o controle de qualidade dos produtos.

Já Frederico Azevedo apontou que muitos pequenos produtores cooperados não participam de decisões tomadas pelas cooperativas. “O preço do leite também é discutido internamente. Tem de ter participação. Quando há mais conhecimento sobre saúde financeira, há menos conflitos”, afirmou o superintendente da OCB em Mato Grosso. Segundo dados da organização, no estado há nove cooperativas de agrolácteos, com mais de 6800 cooperados e mais de 900 empregos diretos gerados. 

Por outro lado, Dr. Eugênio disse que a CPI tem conhecimento de cooperativas que não funcionam como deveriam. “Que atrativo tem se o cooperado encontra pelo mesmo preço, no mercado, insumos que deverem ser vendidos na cooperativa por um preço melhor?”, questionou o parlamentar. Cattani ainda perguntou se há um ranking das cooperativas, de acordo com o ideal de funcionamento. Frederico Azevedo respondeu que a OCB trabalha apenas com orientações e por ser uma representação não faz fiscalização.

O presidente da CPI, deputado Gilberto Cattani, também falou sobre a criação do Índice do Leite Cru. A proposta está sendo estudada pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea). Na visão do parlamentar, a medida vai garantir transparência no preço pago aos produtores de leite. 

Verifique também

Ministro da Justiça nega ter falado com Bolsonaro sobre operação contra Milton Ribeiro

Ministro da Justiça nega ter falado com Bolsonaro sobre operação contra Milton Ribeiro

PAULO SALDAÑABRASÍLIA, DF – Em meio a suspeitas de interferência do presidente Jair Bolsonaro (PL) …