sábado , 21 maio 2022
Casal é preso no EUA por manter filho adotivo aprisionado por 5 anos

Casal é preso no EUA por manter filho adotivo aprisionado por 5 anos

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) – Um casal suspeito de manter um filho adotivo de 14 anos preso em uma espécie de caixa na garagem de casa, na cidade de Júpiter, desde 2017, foi preso pela polícia da Flórida (EUA). De acordo com o canal CBS12, o relatório policial do caso revela que os oficiais encontraram uma câmera de monitoramento no local, ao cumprirem o mandato de busca e apreensão, e se depararam com imagens de abuso físico e emocional.

Tracy e Thimothy Ferrier, ambos de 46 anos, procuraram a polícia no dia 28 de janeiro para relatar o desaparecimento do adolescente, filho adotivo que criam junto com outras quatro crianças. Dois dias após a denúncia, policiais foram até a casa e ficaram intrigados quando encontraram o cubículo de pouco mais de 6 metros quadrados.

Lá dentro, havia apenas um balde, um colchão e a câmera. Além disso, a porta possuía um trinco para travá-la apenas pelo lado de fora, assim como o interruptor de luz. Ao ser questionado sobre a utilidade do cubículo, Tracy titubeou e mudou de resposta várias vezes. Disse primeiro que era um escritório e depois que seria um depósito, antes de dizer que era uma “sala utilizada por seus filhos”.

No dia seguinte, os investigadores encontraram o garoto na escola e ouviram dele um relato que reforçou as suspeitas de que havia algo errado. O adolescente disse que fugiu porque “sentia que ninguém o amava” e revelou ser vítima de maus-tratos, explicando que muitas vezes ficava preso por 18 horas no pequeno local, onde usava um balde como banheiro e fazia a própria limpeza. Ele só podia sair para ir à escola.

O menino também detalhou alguns abusos físicos, como ser atingido com objetos como um cinto e uma corda de pular, além de levar cusparadas. De acordo com o relatório, ele chegou a implorar para ser levado à prisão, pois não queria voltar para casa.

Então, a polícia confirmou os detalhes do relato com os outros filhos do casal e executaram um mandado de busca e apreensão, no qual pegaram a câmera. As imagens gravadas por ela mostravam abusos como os que foram relatados pelo garoto de 14 anos.

“Milhares de vídeos mostram o menino sendo trancado no quarto diariamente. Cada diz, é possível ouvir a porta se fechar e a tranca bater”, diz o relatório. Em um dos vídeos, o menino é trancado como punição por ter “roubado chocolates e biscoitos”. Timothy, o pai, joga o colchão contra a parede, agarra o filho pelo braço e grita com ele. Em outro registro, Timothy grita para o garoto limpar o balde utilizado como banheiro.

O casal foi preso por abuso infantil e cárcere privado, com uma fiança de R$ 50 mil estabelecida para responderem em liberdade. O juiz determinou que nenhum deles tenha contato com os filhos, a não ser acompanhados por uma autoridade.

Verifique também

Em 1ª viagem à Ásia, Biden afirma que futuro será escrito no Indo-Pacífico

Em 1ª viagem à Ásia, Biden afirma que futuro será escrito no Indo-Pacífico

SÃO PAULO, SP – Joe Biden desembarcou nesta sexta (20) na Coreia do Sul em …