segunda-feira , 27 junho 2022
Botafogo vacila, perde em casa para o Avaí e finaliza rodada no Z4

Botafogo vacila, perde em casa para o Avaí e finaliza rodada no Z4

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) – O Botafogo está na zona de rebaixamento. Nesta segunda-feira (13), o Avaí foi até o estádio Nilton Santos e bateu os donos da casa por 1 a 0, gol de Kevin. Agora, os catarinenses saíram do Z4 e ocupam a décima posição com 14 pontos. O Botafogo caiu para 17ª, seguindo com 12 pontos.


O time carioca teve mais posse de bola e dominou boa parte do jogo, mas não conseguiu traduzir a superioridade em gols. O Avaí fez um jogo físico, mas seguro e conseguiu achar seu gol num lance de bola parada. Esse é o quinto jogo sem vencer do Botafogo.

A próxima partida do clube carioca será também em casa, na quinta-feira (16), às 16h, diante do São Paulo. O Avaí encara o Fortaleza, no mesmo dia, às 19h, na Ressacada, em Florianópolis.

A equipe do Botafogo foi irregular ao longo da partida. Dominou no começo e teve mais chances ao longo do primeiro tempo, mas saiu atrás no placar. No segundo tempo, passou a ter o controle da partida após alterações, mas não conseguia traduzir o domínio em gols.

O Avaí jogou por uma bola, que conseguiu no final do primeiro tempo. Kevin fez um golaço de falta e deu tranquilidade a equipe treinada por Eduardo Barroca. De resto, um jogo físico, de marcação e um time que, quando tinha a bola, sabia circular para manter sua vantagem.

A iniciativa de buscar o resultado partiu dos donos da casa. Aos dez minutos, a equipe já tinha dado trabalho para o goleiro Douglas por pelo menos duas vezes: Chay e Victor Sá finalizaram bem. O time alvinegro conseguiu controlar bem a partida e esteve seguro defensivamente.

O Avaí foi se encontrando ao longo do primeiro tempo e passou a ter mais posse de bola. Mesmo que não incomodasse, prendia a bola entre as intermediárias e brecava o jogo do Botafogo. Os cariocas apostavam nas bolas áreas para levar perigo, mas sem tanto sucesso.

Mesmo sem mais posse de bola, o Botafogo seguia tentando levar perigo ao gol adversário. Vinícius Lopes deu toque de calcanhar e achou Daniel Borges livre na ponta direita. O lateral cruzou para trás, rasteiro e Chay bateu de primeira, no ângulo, obrigando o goleiro Douglas a fazer bonita defesa.

Quase na sequência, Victor Sá deu passe rasteiro entre os zagueiros e achou Erson. O atacante não conseguiu dominar a bola e finalizou de primeira, em cima do goleiro Douglas.

O Avaí ainda nem tinha finalizado quando o árbitro da partida marcou falta, na entrada da área, aos 47 minutos do primeiro tempo. Kevin se apresentou para batida e tomou pouca distância. De perna direita, o lateral bateu com perfeição, encobriu a barreira e colocou a bola no fundo das redes.

Atrás no placar, o Botafogo não conseguiu retomar o controle do jogo no início da segunda etapa. O Avaí conseguiu ter domínio das ações no jogo e prendia a bola no campo ofensivo, afastando o perigo de tomar o gol de empate. Com isso, os cariocas passaram a cometer muitas faltas no começo do segundo tempo.

Luís Castro tirou Oyama, que vinha mal e colocou Kayque. Com mais força no meio, o Botafogo passou a ter mais posse de bola e voltou a criar chances. Erison desperdiçou chance na entrada da área.

A equipe alvinegra tentou buscar o empate, mas parava na falta de qualidade na finalização. Matheus Nascimento, Chay e Del Piage tiveram chutes bloqueados na entrada da área. Victor Cuesta bateu falta na barreira.

Sem conseguir empatar, o Botafogo sentia a tensão aumentar contra a torcida e passava a errar muitos passes. O Avaí jogava com o resultado e conseguiu segurar a vitória até o final.

Ao final do primeiro tempo, a torcida gritou “time sem vergonha” para o Botafogo enquanto os jogadores saíram do campo. Nos minutos finais da partida, novamente os gritos apareceram, além de vaiar ao final do jogo.

BOTAFOGO

Gatito Fernández; Daniel Borges (Matheus Nascimento), Kanu, Victor Cuesta, Hugo; Luís Oyama (Kayque), Tchê Tchê (Del Piage), Chay; Vinícius Lopes, Victor Sá, Erison. T.: Luís Castro.

AVAÍ

Douglas Friedrich (Vladmir); Kevin, Raniele, Arthur Chaves, Bruno Cortez; Jean Cléber (Lucas Ventura), Bruno Silva, Eduardo (Matheus Galdezani); Muriqui (Renato), Bissoli, William Pottker (Morato). T.: Eduardo Barroca.

Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (Fifa/SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Vinicius Furlan (SP)
Cartões Amarelos: Vinícius Lopes, Hugo, Del Piage, Erison (BOT); Eduardo, Raniele, Bruno Silva, Vladmir, Matheus Galdezani (AVA)
Cartão Vermelho: Bruno Silva (AVA)
Gol: Kevin (AVA), aos 47’/1ºT

Verifique também

Cáceres é campeã no basquete dos Jogos Escolares e Estudantis de Seleções Mato-grossenses

A competição reuniu mais de 500 atletas de nove municípios de MT nas disputas do basquete, futsal, handebol e vôlei masculino e feminino com idades entre 12 e 17 anos