sábado , 4 dezembro 2021
Bolsonaro critica suspensão do orçamento secreto e diz que tema será julgado

Bolsonaro critica suspensão do orçamento secreto e diz que tema será julgado

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta segunda, 8, a decisão liminar da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender a execução do Orçamento Secreto, esquema revelado pelo Estadão/Broadcast Político. De acordo com Bolsonaro, o presidente da Corte, Luiz Fux, levará o tema para apreciação do plenário na semana que vem.


Na última sexta-feira, 5, a magistrada suspendeu temporariamente a liberação de recursos via emenda de relator, mecanismo de sustentação do Orçamento Secreto, um pilar da articulação do Executivo com o Congresso. Pela decisão de Rosa, não haverá liberação de verba até que o plenário se manifeste sobre o tema. A decisão saiu no mesmo dia em que a reportagem revelou a distribuição de R$ 1,2 bilhão a deputados federais na véspera da votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos precatórios.

“Os argumentos usados pela relatora do Supremo não são justos. Dizer que nós estamos barganhando. Como eu posso barganhar se quem é o dono da caneta é o relator, o parlamentar?”, disse Bolsonaro em entrevista à rádio Jovem Pan Curitiba. “O parlamentar é quem sabe onde precisa de recursos. Não vou discutir a legalidade porque é legal”, acrescentou, sobre a distribuição de verbas por meio de um esquema sem transparência e já questionado em cortes de auditoria, como o Tribunal de Contas da União (TCU). “Pelo que estou sabendo, o ministro Fux deve levar na semana que vem ao plenário e decidir essa questão”.

Após quase dois meses de “trégua” com o STF, selada com a publicação da carta à nação para diminuir o tom de ameaças feitas nos atos de 7 de setembro, mas sob desconfiança do mundo político, Bolsonaro ainda afirmou na entrevista que existe um “excesso de interferência” do Judiciário no Executivo. “O Supremo age demais nessas questões. A gente lamenta isso aí, não é, no meu entender, papel do Supremo. Os poderes têm que ser respeitados”, declarou o presidente. “Quem quer ser presidente da República, quem quer decidir, que se candidate”.

Verifique também

Secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho, participa da inauguração do Sine de Brasnorte

Sine Estadual é inaugurado no Brasnorte

Mato Grosso conta com 33 postos de atendimento do Sine, presentes em 30 municípios do Estado

Enquete

EM QUAL DESSES NOMES VOCÊ VOTARIA PARA GOVERNADOR.

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Toque do Chefe

Bate Papo com Crispim Neto

TDT-TV AO VIVO