quinta-feira , 26 maio 2022
Governador Mauro Mendes se reúne com empresários do setor da construção

“As empresas estão investindo porque o Governo é sério e paga em dia”, afirma presidente de sindicato

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Pesada em Mato Grosso (Sincop/MT), José Schutze, afirmou que as empresas do setor estão fazendo fortes investimentos e contratações no estado “porque o Governo é sério e paga em dia”.

A declaração foi dada durante reunião do governador Mauro Mendes com representantes das empresas que estão tocando obras de infraestrutura rodoviária contratadas pelo Governo, na manhã desta quinta-feira (10.02).

“As empresas apoiam esse Governo porque enxergam seriedade com os compromissos assumidos. A gente hoje tem muita segurança. Tanto é que várias empresas estão fazendo investimentos, comprando máquinas, contratando gente, porque é um governo sério e que paga em dia”, disse ele.

O empresário Márcio Aguiar, da Guaxe Construtora e Terraplanagem, relatou que a atual gestão impulsionou todo o setor com a quantidade recorde de obras e, principalmente, com a seriedade nos pagamentos.

“Estamos vivendo um momento no setor de construção que há muitos anos não vivíamos em Mato Grosso. Antes, as empresas se mobilizavam, montavam equipes, montavam canteiros de obras e eram surpreendidas com ordens de paralisação, ficavam seis meses paradas, com dificuldade para receber. Hoje temos condições de montar cronograma dentro da empresa, com previsão de obra para o ano inteiro e recebendo regularmente do Governo”, frisou.

Durante a reunião, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, fez um balanço das obras entregues, em andamento e previstas na gestão.

Só em asfalto novo o Governo entregou 1.242 km, há outros 1.621 km em execução e mais 802 km com ordem de serviço, prontos para serem lançados. Também foi entregue a recuperação de 1.003 km de rodovias, com mais 615 km em andamento.

Já foram concluídas 96 pontes de concreto e outras 480 pontes de aduelas em substituição às de madeira. Ainda foi destacado a assinatura do contrato da 1ª Ferrovia Estadual, a concessão de 700 km de rodovias, licitação do BRT e várias outras obras estruturantes.  

“Isso nunca aconteceu em Mato Grosso. Investimos R$ 3,2 bilhões nessas obras, republicanamente. Em três anos e dois meses de Governo, não tivemos uma única denúncia de Tribunal de Contas, Ministério Público ou de empresas”, pontuou.

De acordo com o governador Mauro Mendes, a reunião também teve o objetivo de cobrar que as empresas prestem o melhor serviço possível ao cidadão, de forma rápida.

“Cobramos o melhor desempenho possível, pois há muitas empresas performando bem e muitas não estão performando de forma satisfatória. Todo mundo vai ter que mexer o corpo para entregarmos melhores resultados à população. Podem apertar o pé porque não vai ter problema de orçamento ou de pagamento, e teremos um ano muito promissor, com centenas de obras”, finalizou.

Verifique também

6e037f78-df6e-4a7e-85bb-e6c08e853990

Defesa territorial é fundamental para assegurar proteção de mulheres e crianças yanomami, defende MPF em audiência pública

Durante debate na Câmara dos Deputados, procurador apontou o garimpo ilegal como principal fator de risco para a comunidade indígena