segunda-feira , 27 junho 2022
Após caírem, Bahia e Chapecoense se reencontram na Série B em situações opostas

Após caírem, Bahia e Chapecoense se reencontram na Série B em situações opostas

A 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro será iniciada nesta terça-feira com apenas um jogo. Bahia e Chapecoense, times que estavam na elite na última temporada, entram em campo em situações completamente opostas. A partida será às 20h, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA). O time baiano vem de três vitórias seguidas e aparece na segunda colocação, com 25 pontos, três a menos do que o Cruzeiro. Se vencer, ocupará, ao menos momentaneamente, a liderança. Dentro de casa, o time vem tendo grande apoio da torcida e tem 100% de aproveitamento em seis jogos até agora.

Já a Chapecoense não sabe o que é vencer há sete jogos, sendo quatro empates e três derrotas. A última vitória foi em 26 de abril, sobre o Novorizontino, por 3 a 0, fora de casa. Assim, ocupa a 18ª colocação, dentro da zona de rebaixamento (Z-4), com 12 pontos. Mesmo assim, chega com bons números como visitante, com duas vitórias e quatro empates.

Depois de bater o Operário, por 1 a 0, fora de casa, o Bahia teve apenas um treino para definir o time. Assim, o técnico Guto Ferreira fez um treino leve, apenas para fazer alguns testes e aprimorar a bola parada.

Embora a base do time seja mantida, a escalação pode ter Patrick de Lucca e Davó como titulares no meio-campo e ataque, respectivamente. Rezende, Marco Antônio e Didi seguem fora, mas já eram ausências conhecidas.

Guto Ferreira destacou a maturidade do time na última vitória. “Fizemos uma partida diferente das outras que temos jogado fora de casa. Com uma maturidade, uma postura de preocupação geral de equilibrar o time , de não deixar o adversário gostar do jogo. E, a partir da hora em que tínhamos a bola, valorizamos a posse e trabalhamos de uma maneira mais tranquila para buscar os gols”, elogiou.

Após nova derrota, por 3 a 2, no clássico com o Criciúma, o técnico Gilson Kleina busca recuperar a confiança dos jogadores. Ele também terá problemas para montar o time, uma vez que o volante Matheus Bianqui está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e os atacantes Luizinho e Orejuela foram vetados pelo departamento médico.

Kleina admitiu que o time precisa corrigir alguns erros para reverter a situação. “Tivemos erros que não vínhamos cometendo. O nervosismo em fazer o resultado e sair dessa situação acabou nos prejudicando. Sofremos três gols pela primeira vez e nosso desempenho caiu durante o jogo. Lamentamos, mas precisamos já pensar no próximo confronto e trabalhar muito para corrigir isso”, projetou.


Verifique também

Ponte Preta anuncia dispensas do experiente zagueiro Fabrício e do meia Dodô

Ponte Preta anuncia dispensas do experiente zagueiro Fabrício e do meia Dodô

A semana começou com novidades no Moisés Lucarelli. Na manhã desta segunda-feira, a diretoria da …