quarta-feira , 10 agosto 2022
Alonso deixará Alpine para substituir Vettel na Aston Martin em 2023 na F-1

Alonso deixará Alpine para substituir Vettel na Aston Martin em 2023 na F-1

Sem dar tempo para maiores rumores, a Aston Martin agiu rápido e confirmou nesta segunda-feira o substituto de Sebastian Vettel para a temporada 2023 da Fórmula 1. Trata-se do espanhol Fernando Alonso, campeão mundial em 2005 e 2006, que era uma das principais apostas da imprensa europeia nos últimos dias.

A Aston Martin, portanto, optou pela experiência para seguir crescendo na F-1. Vettel, tetracampeão mundial, vai dar lugar a um bicampeão mundial após se aposentar. Alonso completou 41 anos na sexta-feira e é o piloto mais experiente do grid atualmente. Além disso, o espanhol vem se destacando pela equipe Alpine na atual temporada.

“Toda a equipe está muito empolgada em trazer a incrível experiência de Fernando Alonso e seu brilhante ritmo e habilidade de corrida para a equipe”, informou a Aston Martin em comunicado oficial. “A contratação de um talento especial como Fernando é uma declaração clara de intenção de uma organização que se comprometeu a desenvolver uma equipe vencedora de Fórmula 1.”

Alonso disse que a Aston Martin, que pertence ao empresário bilionário canadense Lawrence Stroll (cujo filho Lance é o outro piloto da equipe), “está claramente aplicando a energia e o compromisso para vencer” e é “uma das equipes mais empolgantes da Fórmula 1 hoje”. Alonso deixará a Alpine após a última corrida neste ano.

Considerado um dos pilotos mais técnicos da F-1 atual, o espanhol é conhecido pela habilidade nas pistas, conseguindo extrair boas performances até mesmo de carros considerados abaixo da média, como tem feito neste ano, com a Alpine. Atualmente, ele ocupa a 10ª posição no Mundial de Pilotos, com 41 pontos.

Alonso estava com seu futuro incerto na Alpine para 2023. Seu atual companheiro de time, o francês Esteban Ocon, tem contrato garantido para a próxima temporada. E há rumores de que a equipe pretende promover o reserva Oscar Piastri, atual campeão da Fórmula 2, à categoria.

Mesmo com essa indecisão acerca de sua presença no paddock para o próximo ano, Alonso dizia se sentir o mesmo piloto de antes. “Sou o mesmo de antes, e isso era importante para mim nessa volta. Ainda que me sinta o mesmo, tenho de mostrar isso de vez em quando. Sei que largar na primeira fila não é nada de outro mundo, já estive nesta posição muitas vezes, mas significa muito para mim, porque quando decidi voltar à F-1, tive de me separar de algumas coisas novamente, como família e amigos, e me dedicar completamente ao trabalho, viajar, tratar dos aspectos físico e mental”, comentou, recentemente.

“Além disso, lidar com toda a pressão sobre os ombros, porque você é Fernando Alonso e todo mundo estará avaliando se você está indo bem”, afirmou o piloto, oitavo colocado no GP da Hungria, disputado no domingo.

Alonso vai substituir Vettel, que surpreendeu na semana passada ao anunciar que vai se aposentar da F-1 no fim do ano. Havia a expectativa de que o alemão renovasse com a Aston Martin para 2023.


Verifique também

Italo Ferreira comenta reaproximação com Medina e revela inspiração em Hamilton

Italo Ferreira comenta reaproximação com Medina e revela inspiração em Hamilton

Depois de alguns solavancos neste ano, Italo Ferreira está em seu auge. A avaliação é …